Le Meurice: Localização e gastronomia imbatíveis; mas e os quartos?

Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

Existe uma distância estilística  não muito esperada entre o térreo do Meurice — com seus maravilhosos restaurantes e bar, alguns dos mais belos e elegantes da capital parisiense — e os andares acima, onde estão os quartos.  A sensação é a de que você está em dois hotéis diferentes, apesar de ter sido reaberto no ano 2000 depois de dois anos fechado para reforma. Se os salões deste hotel mítico, inaugurado em 1835 (ou seja, há quase duzentos anos), foram repaginados de forma muito bem sucedida por Philippe Starck, entregando exatamente  o tipo de ambiente e experiência que a gente espera de um hôtel palace, é como se, de alguma forma, o restante do hotel, todo em estilo Louis XVI, já tivesse envelhecido e se tornado datado (apesar de eu amar demais os banheiros inteiros em mármore — veja as fotos abaixo —, como no Four Seasons de Milão, que, na minha opinião, são atemporais…) O problema também  está em pagar € 1100 por noite, que é praticamente Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


Jiquitaia, comida brasileira autoral, saborosa e o melhor preço


Visualizar SaoPaulo_Simonde em um mapa maior
Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

Pelo preço fixo de R$ 79 (entrada + prato principal + sobremesa, no jantar e nos fins de semana; e R$ 49! no almoço durante a semana), o Jiquitaia se consolidou de forma muito bem sucedida com sua fórmula que alia comida autoral com ingredientes brasileiros — bem executada, bem apresentada (só nas sobremesas que o aspecto é mais caseiro, mas não menos saboroso); e ainda dá para ter uma refeição vegetariana completa ou, mais precisamente, ovolactovegetariana —, preço mais-que-honesto e ambiente simples e agradável (e fácil de encontrar, fica numa discreta casinha branca com letreiro — que mais lembra uma empresa de representação comercial — quase em frente ao Athenas, na Antônio Carlos, entre a Augusta e a Frei Caneca). Jiquitaia é nome de um mix  de pimentas da família do tabasco, em pó (fica na mesa, experimente! peça também a pimenta da casa), típica da floresta amazônica, patrimônio dos índios baniwa, que você Ver Mais →


Visualizar SaoPaulo_Simonde em um mapa maior

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


GOL Premium Lounge, a nova sala VIP da companhia aérea em GRU

Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

Apesar da fama, nem todo voo internacional sai do Terminal 3 do Aeroporto Internacional de São Paulo {confira nosso guia completo do T3, clicando aqui}, o GRU Airport (eu cometi esse erro na minha viagem para Saint-Martin: meu voo era Copa Airlines, pedi para o carro me deixar no T3 e só chegando lá descobri que tinha de ir para o Terminal 2). De todos os voos internacionais, 20% deles ainda partem do Terminal 2 (que engloba hoje os antigos terminais 1 e 2): Delta, GOL, Copa AirlinesAerolíneas Argentinas são algumas delas (para acessar a lista completa das companhias aéreas e seus respectivos terminais, clique aqui).

E a GOL, que partindo de São Paulo voa para 11 aeroportos internacionais em seis países incluindo as cidades de Santiago, Buenos Aires (para Ezeiza e Aeroparque) e Montevidéu (tem também Barbados, Punta Cana, Santa Cruz de la Sierra), acaba de inaugurar sua nova Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


Last Folio: Livros sagrados judaicos, únicos sobreviventes, agora devidamente enterrados

Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

Quando você visitar a exposição, é pegando o elevador e subindo para a biblioteca que você encontrará as fotos mais significativas da exposição Last Folio — Preservando Memórias, em cartaz no Unibes Cultural, na cidade de São Paulo, até o dia 22 de outubro de 2016. As fotos do fotógrafo Yuri Dojc e o filme da cineasta Katya Krausova, ambos eslovacos, são lindas sim, mas é a história que está por trás delas — não deixe de assistir ao filme com os poucos sobreviventes do Holocausto em exibição na exposição — que faz com que você viaje para a Eslováquia, reflita sobre as atrocidades da Segunda Guerra Mundial e ainda seja apresentado a uma prática do povo judeu que eu desconhecia: o enterro de livros sagrados danificados (a Torá, o Nevi’im e o Ketuvin, ou mesmo, o livro de orações, o siddur ) em cemitérios da comunidade, como gesto de reverência e respeito.

Era enorme a presença judaica na antiga República Tchecoslovaca, fundada em 1918 com o fim da monarquia. Os judeus eram reconhecidos na Constituição e possuíam liberdade religiosa, cultural e participavam da política. Mas, em 1939, com a fundação, sob Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


Silversea: navios pequenos e luxuosos em mais de 800 portos pelo mundo #publi

Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

Voltar para o início dos tempos em Galápagos, sair do porto de San Francisco num cruzeiro de 120 dias para Monte Carlo visitando Havaí, Austrália, Sudeste Asiático, Oriente Médio, Grécia e Itália, ou ainda sair de Londres passando por baixo da Tower Bridge com destino à São Petersburgo, onde você aproveitará a cidade por dois dias inteiros (geralmente os navios só passam algumas horas em cada lugar) são algumas das incríveis experiências que a companhia de cruzeiros de luxo italiana Silversea — da família Lefebvres de Roma, mas com sede em Mônaco — oferece a seus passageiros, com sua frota atual de oito navios pequenos que, ao mesmo tempo que cruzam oceanos com conforto e segurança, navegam e aportam em lugares inviáveis para grandes navios, como, por exemplo, o rio Tâmisa.

São dois os estilos de navios: cinco pertencem à frota clássica — o Cloud foi o primeiro inaugurado em 1994; depois vieram o Wind, o Shadow, o Whisper e o Spirit (vem mais um, o Muse no ano que vem); todos com bandeiras das Bahamas — e os outros três são específicos para expedições nos lugares mais remotos do planeta — com todo Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


Milão: As três igrejas imperdíveis além do Duomo

Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

Duomo, a Catedral de Milão, é indiscutivelmente uma das mais belas igrejas do mundo. Mas a capital da Lombardia tem outras três igrejas, bem próximas umas das outras (elas formam um triângulo na Corso Magenta), com estilos e histórias bem diferentes e que valem muito a visita, seja por sua arte, por sua história ou pelo seu significado na vida da cidade (e ainda dá para dar uma passada na centenária Pasticceria Marchesi {para saber sobre as diferentes experiências nas duas lojas, clique aqui} ou na Biffi para um espresso  com panettone  depois ou entre as visitas). E são essas igrejas que eu convido você a conhecer hoje. Só é sempre bom lembrar que esses são lugares sagrados e, por mais que você seja ateu ou não-católico, é preciso respeitar as regras desses espaços (vale o mesmo para visitar sinagogas, mesquitas, templos xintoístas…). No dia da visita, homens não devem estar de bermudas, mas sim calças compridas; e mulheres devem estar com roupas que cubram os ombros e os joelhos. Se não for permitido tirar fotos, não tire, respeite. Ah, e não se paga nada para entrar nas igrejas.

SAN MAURIZIO AL MONASTERO MAGGIORE

igrejas-de-milao-a-visitar-dicas-o-que-fazer-em-milao-san-maurizio-al-monastero-maggiore-sant-ambrogio-santa-maria-delle-grazie-1200-1 igrejas-de-milao-a-visitar-dicas-o-que-fazer-em-milao-san-maurizio-al-monastero-maggiore-sant-ambrogio-santa-maria-delle-grazie-1200-2Quase ao lado da Pasticceria Marchesi original na Corso Magenta, é bem fácil passar batido em frente a esta igreja de fachada simples que esconde em seu interior quatro mil metros quadrados de afrescos renascentistas suntuosos ao estilo leonardesco, pintados principalemnte por Bernardino Luini (e outros artistas de seu atelier, incluindo seus filhos), um dos principais discípulos de Leonardo da Vinci no cinquecento  (século 16), recentemente restaurados (você também verá afrescos pintados pelo artista veneziano e mestre de Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


Kouign-Amann, a deliciosa versão caramelizada do croissant

Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

Kouign-amann. Primeira coisa: a pronúncia desta viennoiserie  de nome bretão — idioma mais próximo do celta que do francês — é kwinamân (e para aqueles doidos por idiomas que queiram saber como se escreve o plural — tipo, eu — , é kouignoù-amann :- ). É uma versão caramelizada do croissant  com generosa dose de açúcar e MUITA manteiga (30% do que você estiver comendo é manteiga; outros 30% é açúcar; o que sobra é massa) originária da Bretanha, região do norte da França, famosa pela flor de sal, pela ótima manteiga (dois ingredientes do kouign-amann) e por suas crêpes  e galettes  {para saber a diferença entre crêpe e galette, clique aqui}.

A diferença entre o croissant  e o kouign-amann  é que o croissant  leva leite e manteiga na massa. No kouign-amann  vão apenas farinha, fermento, sal e água, e a manteiga vai Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


Yann Couvreur: alta pâtisserie no bandejão para comer no balcão

Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

Nesta pâtisserie  de bairro com preços de Saint-Germain-des-Près, fora do circuito turístico (do lado de lá do Canal Saint Martin, mas felizmente com lugar pra sentar e na boca da saída da estação de metrô Goncourt, dessa linha marrom que a gente nunca pega), você encontra as criações de um jovem chef pâtissier  bretão — e charmosão — que tem tudo para fazer parte do panteão da confeitaria francesa. Apesar da idade, o currículo é extenso e estrelado: Yann Couvreur já assinou a confeitaria de dois palaces  franceses, o Trianon de Versailles e o Park Hyatt de Paris (onde construiu sua reputação), dos hotéis Eden Rock de Saint Barth e o Prince de Galles em Paris, e ainda passou pela cozinha do Carré des Feuillants, o dois macarons  Michelin da Castiglione.

Diferentemente do Christophe Michalak, ex-Plaza Athénée, que também saiu da hotelaria/restauração para carreira solo e está fazendo algo que esteticamente lembra a pop-art  em versão confeitaria, as criações do chef  Yann Couvreur têm forte influência da tradição mas sempre um toque, um frescor contemporâneo: seja nas éclairs  de Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


Voamos na Premium Economy da Air France: como é e quando vale a pena a diferença de preço?

Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

Só o fato de você não ter de brigar por espaço para o braço nos apoios entre as poltronas, como acontece nas classes econômicas, já é uma vantagem de voar Premium Economy na Air France, a classe intermediária entre a famigerada-mas-econômica e a executiva. Mas, assim como acontece com as classes Business e La Première, a primeiríssima classe statement  da principal companhia aérea francesa, a gente só consegue ter a experiência completa — check-in  em lindos balcões Sky Priority, opção de selecionar refeições mais rebuscadas para comer a bordo (você faz isso pelo site, acessando sua reserva) — quando volta para casa, nos voos saindo do aeroporto internacional de Paris, o Charles de Gaulle CDG, de onde saem todos os voos para o Brasil. Mas vamos ao que interessa, por ordem de prioridade nas nossas preocupações quando o assunto é viagem de avião.

A POLTRONA PREMIUM ECONOMY

air-france-premium-economy-1200-1Esteticamente, as poltronas da Premium Economy são superiores às da econômica; dão bem uma impressão de classe executiva: as luminárias de leitura individuais, os fones noise-cancelling, o braço mais largo entre as poltronas, o suporte para os pés. Mas essa impressão vem com uma MÁ NOTÍCIA: apesar de a sensação sentado é de ter mais espaço (e tem mesmo), a diferença do ângulo de reclinação da poltrona — esse item tão importante para a qualidade do nosso sono a bordo — é mínima; são apenas cinco graus a mais :- (a Economy reclina 118º e a Premium Economy, 123º; para comparar, a poltrona da Business Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


Ritz Jardins, ambiente aconchegante, comidinhas variadas e bem feitas e ótimos drinques


Ver SaoPaulo_Simonde num mapa maior
Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

Eu nunca entendi por que quando você compra peito de peru nos supermercados de Nova York, a carne é branca como se fosse o do peito do peru de Natal, assado e fatiado, e aqui no Brasil, o único peito de peru que a gente encontra é esse embutido (como salsicha) e rosa (ou seja, nada natural, e ainda por cima cheio de sódio). Por isso eu adorava a Salada do Chefe do restaurante Ritz — opção perfeita para quem quer uma salada com proteína — que vinha sempre com o peito de peru assado e desfiado na salada, junto com a muçarela de búfala, o tomate, o ovo cozido, a maçã verde, as folhas e as azeitonas. Por um tempo, eles substituíram pelo peito de peru rosa industrializado e, agora, pela falta constante de peito de peru de verdade no mercado, o que completa a Salada do Chefe é um peito de frango marinado, feito na casa…

…Que também é a base de um clássico do serviço de quarto dos hotéis de todo o mundo: o ótimo Club Sandwich, molhadinho e bem montado (dá para comer com as mãos confortavelmente), com pancetta, alface romana, tomate e maionese feita in-da-house. E aí, você pode pedir com um acompanhamento, que pode ser fresh salad, batata Ver Mais →


Ver SaoPaulo_Simonde num mapa maior

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


SIGA A SIMONDE

Interaktiv
Wordpress SEO Plugin by SEOPressor