Joca Pontes no Dalva e Dito

O delicioso Baião Très Chic do chef pernambucano Joca Pontes, que cozinha no Dalva e Dito até sexta-feira, dia 28 de maio de 2015. No prato, camarões grelhados na manteiga de garrafa com arroz castanho puxado na nata, ervilha, uvas verdes do São Francisco, queijos (super sutis) coalho + minas e as patinhas do camarão crocantes.

O Dalva e Dito Convida tem sido, nos últimos dois anos, uma excelente oportunidade de conhecer a cozinha de chefs  de outras regiões do Brasil sem precisar pegar o avião. Já vieram para cá os irmãos Castanho, de Belém (tenho vontade de ir pra Belém só pra jantar no restaurante deles, o Remanso do Bosque), a Manu Buffara, de Curitiba, a Ana Bueno, de Paraty. Em comum, todos eles trazem na mala, além de ingredientes locais, a excitação de cozinhar em São Paulo a convite do chef  Alex Atala.

É A HORA DO RECIFE
O convidado da vez, do restaurante Ponta Nova, de Recife, é o chef  Joca Pontes, que serve, até a noite de sexta-feira, dia 28 de maio, um menu-degustação de cinco etapas (que provamos hoje), repleto de sabores tradicionais do Nordeste como o croquete de macaxeira (mandioca) com vatapá de jerimum (abóbora) e vinagrete de cenoura sobre um filézinho de peixe; a carne seca num baião de dois cremoso com camarões trabalhados em duas maneiras (grelhado com manteiga de garrafa e crocante); o maxixe acompanhando uma fatia de paleta de cordeiro prensada e farofa de cebola queimada; um bacon super delicado, o Yaguara, defumado com cipó de goiabeira com um ovo “imperfeito”, tudo isso num menu corretíssimo nas quantidades, sem altos e baixos, que tende a agradar até os mais exigentes dos paladares e que fica ainda melhor com a harmonização que inclui vinhos (como um branco húngaro da uva Furmint e um ótimo tinto australiano da uva Saint Macaire, bordalesa e hoje quase desconhecida), cerveja com mel e até uma deliciosa cachaça de banana.

O preço total da experiência sai por R$ 300, incluindo o jantar a R$ 160 + harmonização de bebidas a R$ 95 + serviço R$ 25 + estacionamento com manobrista a R$ 20. Reservas são recomendadas através do telefone 11 3068-4444. O Dalva e Dito fica na Rua Padre João Manuel, 1115, na esquina com a Rua Barão de Capanema e as reservas podem ser feitas até às 13h30 para o almoço e 20h30 para o jantar. O restaurante, no entanto, fica aberto das 12h às 15h e das 19h à meia-noite de terça a quinta-feira, e das 12h às 15h e das 19h à 1h, na sexta-feira, último dia de Joca Pontes na casa. Vale a pena.

joca-pontes-1000joca-pontes-3-1000 joca-pontes-2-1000De cima para baixo, [1ª foto] a fatia de paleta de cordeiro assado com legumes ao perfume de mel de engenho, tomate no forno com farofa de cebola queimada e molho de cerveja preta. [2ª foto] O ótimo vinho australiano da uva Saint-Macaire. [3ª foto] As sobremesas: em cima, um queijo de manteiga grelhado com passa de caju e casquinha crocante, no meio, um dadinho (retangular) de tapioca passado no açúcar com canela sobre doce de leite, e embaixo, um sorbet de goiaba com gengibre.

 

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com