Pasticceria Marchesi, tradição centenária em confeitaria agora vestida de Prada

Via Montenapoleone 9

quase esquina com a Via Pietro Verri

Quadrilatero d'Oro | Brera

Metrô San Babila ou Montenapoleone

39 (0) 2 / 7600-8238

Preço aproximado por pessoa: € 35, considerando um club sandwich € 15 + fatia de bolo € 10 + espresso € 5 + água € 3 = € 33.

Aceita todos os cartões de crédito.

Segunda a domingo:

Das 7h30 às 21h

Não tem wi-fi

Desde 2015

A LOJA ORIGINAL DAL 1824

Via Santa Maria alla Porta 11/a

quase esquina com a Via Brisa

Corso Magenta | Castello

Metrô Cairoli

39 (0) 2 / 86-2770

Preço aproximado por pessoa: € 7, considerando um tramezzino (um sanduichinho já pronto) € 4 + espresso € 1 + fatia de panettone € 1,40 = € 6,40

Aceita todos os cartões de crédito.

Segunda-feira:

Fecha

Terça a sábado:

Das 7h30 às 20h

Domingo:

Das 8h30 às 13h

Não tem wi-fi

Desde 1824

Site, clique aqui

São duas experiências completamente  diferentes. Na tradicionalíssima Pasticceria Marchesi da Corso Magenta, fundada em 1824, já na quinta geração da mesma família e desde sempre uma das melhores confeitarias da cidade, volta-se no tempo com suas vitrines, balcões e paredes de madeira e mármore originais de quase duzentos anos de idade. E a experiência é bem milanese : você vai ao balcão da padaria/confeitaria de um lado ou ao balcão do café e drinques do outro, faz seu pedido, come e bebe em pé e passa no caixa — no meio, entre os dois balcões — parar acertar as contas (ainda pode pegar uma fatia do excelente e crocante panettone  na caixa de acrílico ao lado do caixa para levar e comer na rua). Mas, em 2014, a Prada comprou a Marchesi — seguindo os passos da LVMH que hoje é dona de outra tradicional e centenária confeitaria milanesa, a Cova e, aproveitando o fechamento da G. Lorenzi no número nove da Via Montenapoleone (quase em frente à Cova), decidiu dar uma nova roupagem — verde chartreuse — à Marchesi. Ao cruzar a porta passando pela bela fachada de pedra com as janelas-vitrines, a impressão é que se está entrando num filme de Wes Anderson com todo o staff  vestindo Prada.

O melhor da Marchesi da Montenapoleone — além da localização, perfeita para aquela pausa entre as compras — é o salão ao fundo, onde, em vez de comer em pé (tem o balcão na frente da loja para um espresso com croissant  ou drinque), você pode se sentar em poltronas de veludo verde pistache e ter sua mesa de tampo de mármore vestida elegantemente para o seu club sandwich  (servido com avelãs torradas, chips  e uma porção de incríveis azeitonas Cerignola, da Puglia, que eu não conhecia) ou pedaço de bolo com espresso  (tudo bem que, assim como na Cova, isso tem um preço: o espresso  simples no balcão custa € 1; o mesmo espresso sentado custa € 5). As paredes são todas forradas de tecido bordado e vitrines expondo as balas, as geleias, os pralinés  e as belíssimas embalagens que, assim como a Durée, abrigam como joias coisas tão perecíveis quanto um bombom de chocolate sem conservante ou gordura hidrogenada.

Assim como aconteceu com a Cova (que hoje tem mais de 25 lojas em Tóquio, Hong Kong, Shangai, Pequim e Taipei; mas só uma  loja em Milão), o projeto de expansão da Marchesi também já está definido: ainda em 2016, eles abrem uma filial da pasticceria  dentro da loja Prada da Galleria Vittorio Emanuele e já há conversas sobre uma loja em Istambul. A Marchesi da Montenapoleone não poderia ser mais diferente que a Marchesi da Corso Magenta. Mas ambas refletem bem o passado e o futuro de Milão.

pasticceria-marchesi-milano-via-montenapoleone-1200-3A fachada da Pasticceria Marchesi na Via Montenapoleone, a rua do Quadrilatero d’Oro que concentra as mais sofisticadas grifes do mundo. Imagem: Divulgação.

pasticceria-marchesi-milano-via-montenapoleone-1200-4A vitrine de balas e confeitos e o balcão com os bolos e sobremesas que você deve visitar antes de fazer o seu pedido. Imagem: Divulgação.

pasticceria-marchesi-milano-via-montenapoleone-1200-2O salão de chá, dividido em dois ambientes, fica no fundo da loja. Imagem: Divulgação.

pasticceria-marchesi-milano-via-montenapoleone-1200-1Um dos ambientes do salão. Imagem: Divulgação.

SONY DSCO club sandwich da Pasticceria Marchesi servido com avelãs torradas, chips e uma deliciosa azeitona da Puglia. Imagem: Shoichi Iwashita.

SONY DSCO bolo clássico da Pasticceria com Coca-Zero e café. Imagem: Shoichi Iwashita

SONY DSCGeral do ambiente. Imagem: Shoichi Iwashita

SONY DSCA vitrine decorada para a Páscoa. Imagem: Shoichi Iwashita

SONY DSCAgora, vamos pegar o metrô, descer na estação Cairoli e conhecer a Pasticceria Marchesi original, fundada em 1824. Imagem: Shoichi Iwashita

SONY DSCA vitrine com os tortas sempre feitas com ingredientes frescos. Imagem: Shoichi Iwashita

SONY DSCNa Marchesi da Corso Magenta, não tem onde sentar. Tem de comer em pé ou apoiado no balcão. Na foto, o ótimo e crocante panettone da casa. Imagem: Shoichi Iwashita

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com