Pousada Etnia: Casinhas étnicas (mas com alma baiana) em meio a um grande jardim a 350 metros do Quadrado

Rua Principal 25

no Google Maps a rua aparece como Estrada de Trancoso

com entrada de carro pelos fundos

Trancoso

55 73 / 3668-1137

Preço aproximado para duas noites (três dias) de hospedagem para duas pessoas com café da manhã: a partir de R$ 1.500, considerando duas diárias a R$ 750 cada + num bangalô para duas pessoas com vista para o jardim. Para as villas, calcule diárias a partir de R$ 1.750

Aceita todos os cartões de crédito.

9 casas, sendo 7 bangalôs e duas villas

Hora do check-in: 14h

Hora do check-out: 12h

Wi-fi gratuito

Café da manhã servido das 8h às 11h

Não tem academia

Não tem spa

Gay-friendly

Crianças bem-vindas

Pets bem-vindos

Tem estacionamento e é gratuito

Desde 2007

Site, clique aqui

Instagram, clique aqui

Um dos antigos atrativos da Pousada Etnia era a segunda unidade à beira-mar, que oferecia estrutura de praia completa aos hóspedes da Etnia-centro (sem acesso à praia, mas com piscina). A filial mar fechou {e você pode frequentar as ótimas barracas de praia que gente indica aqui} mas a pousada principal segue sendo uma ótima opção de hospedagem em Trancoso já que ela fica na estrada-rua que leva ao Quadrado, a 350 metros da praça (ou seja, dá para ir e vir do Quadrado a pé), e neste percurso estão vários dos nossos lugares favoritos no vilarejo: os vinhos e cervejas do empório Marché (na mesma rua, a 90 metros), os sanduíches do Dom, o café do Santo, a livraria Nobel, o bar do Jacaré do Brasil… {Clique aqui e confira o nosso guia de comidinhas de Trancoso} Apesar de a pousada não contar com espaço para a prática de exercícios, basta atravessar a rua para encontrar uma agradável e bem equipada academia que você pode usar pagando a diária (e dá para voltar duas vezes no mesmo dia). E, assim como quase todos os bons lugares de Trancoso, não dá para imaginar os jardins, a piscina e as belas casas que estão por trás do portão de madeira — do qual você receberá a chave, junto com a da sua casa e o roteador para o wi-fi  — que serve de entrada para a pousada. (O sinal do wi-fi  é meio inconstante, mas eles estão instalando atualmente fibra ótica na propriedade.)

Espalhados pelo jardim em volta da piscina, além da casa que serve como lounge  e restaurante, estão duas belas e espaçosas villas  (ambas elegantemente decoradas com duas suítes, cozinha completa, sala de estar, sala de jantar e um cercado de madeira que garante mais privacidade) e sete bangalôs com varanda decorados individualmente com temáticas étnicas (daí o nome da pousada) mas de atmosfera sempre baiana (eu adoro que ao levar até o quarto eles sempre aconselham deixar sapatos e chinelos na varanda e ficar descalço dentro da casa, o que é uma delícia). Por conta da vegetação em volta, os bangalôs quase não recebem luz natural em seu interior ficando um pouco escuros demais durante o dia (as villas, por serem maiores, recebem mais luz); os eletrônicos (como TV, frigobar, ar condicionado) são antigos; podia ter um interruptor master  no banheiro para desligar todas as luzes de uma vez (eu gosto de acender tudo, mas aí na hora de dormir você precisa sair desligando três, quatro interruptores); e senti falta de hidratante e repelente entre os amenities. Mas as camas são deliciosas (lençóis e travesseiros inclusos); já as toalhas poderiam ser melhores.

Outro problema da Etnia — além de não ser uma pousada para pessoas com mobilidade reduzida (o terreno é em declive e há escadas não só para ir do bangalô para a rua, do bangalô à piscina, mas também no interior das acomodações, entre o quarto e a sala e entre o quarto e o banheiro) — está na gastronomia, se a compararmos com o Uxua ou a Pousada Tutabel, que possuem chefs  em seus quadros. No café da manhã, não há buffet, é servido um combo na mesa, com poucas opções saudáveis (são servidos embutidos como peito de peru e mortadela, pães brancos, frituras doces), o que faz com que você tenha de pedir itens à parte. E a comida do cardápio (até extenso) para as refeições tampouco encanta, sendo melhor frequentar os restaurantes fora da pousada. Mas, considerando a localização, a cama e os lençóis bons, a agradável atmosfera da mistura piscina-bangalôs-espalhados-pelo-jardim  e o valor mais acessível das diárias se comparada com outras pousadas de Trancoso (menos da metade do preço das outras pousadas que constam no nosso guia; dá para ficar numa villa  com o preço que se paga por um quarto em outro lugar), a Etnia deve ser considerada em sua próxima viagem a Trancoso. 

LEIA TAMBÉM:

 Trancoso, comidinhas: Do espresso  ao sanduíche passando pela típica tapioca no Quadrado

— Pousada Tutabel: Excelente estrutura e comida, máxima segurança e praia privativa ao sul de Trancoso

— Hotel Ipanema Inn: O melhor custo-benefício na melhor localização do Rio de Janeiro

— Seychelles, ilha La Digue: A praia que é um dos grandes motivos da sua viagem ao arquipélago está aqui

pousada-etnia-trancoso-quadrado-bahia-blta-1100-5A piscina e a casa que serve de lounge-restaurante  está no coração do exuberante jardim, que é circundado pelos sete bangalôs e as duas villas  da Pousada Etnia. Imagem: Shoichi Iwashita
pousada-etnia-trancoso-quadrado-bahia-blta-1100-1No café da manhã, não há buffet, mas eles servem este combo na mesa, sem muitas opções saudáveis. Tapiocas e ovos são feitos na hora. Imagem: Shoichi Iwashita
pousada-etnia-trancoso-quadrado-bahia-blta-1100-6cNo primeiro ambiente do bangalô Mediterrâneo, o sofá pode se transformar em cama e receber mais um hóspede. Para trabalhar, você precisa pegar uma pesada cadeira não muito confortável de ferro e colocar ao lado da mesa. Prefira usar o agradável espaço (com sofás, mesas e cadeiras) da piscina. Imagem: Shoichi Iwashita
pousada-etnia-trancoso-quadrado-bahia-blta-1100-6A cama é ótima mas faltam tomadas para carregas os gadgets. Tem de tirar a luminária da tomada para carregar o celular. Imagem: Shoichi Iwashitapousada-etnia-trancoso-quadrado-bahia-blta-1100-6bA TV é pequena e antiga, mas a TV a cabo Sky funciona bem. Imagem: Shoichi Iwashitapousada-etnia-trancoso-quadrado-bahia-blta-1100-7Banheiros espaçosos e aconchegantes. Imagem: Shoichi Iwashita
pousada-etnia-trancoso-quadrado-bahia-blta-1100-7bBastante espaço para abrir a mala e guardar as coisas. Imagem: Shoichi Iwashita
pousada-etnia-trancoso-quadrado-bahia-blta-1100-10A casa à beira da piscina. Imagem: Shoichi Iwashitapousada-etnia-trancoso-quadrado-bahia-blta-1100-8BA sala da casa que serve como lounge e bar. Imagem: Shoichi Iwashitapousada-etnia-trancoso-quadrado-bahia-blta-1100-9Mesas onde você pode comer ou usar o computador, durante o dia ou à noite. Imagem: Shoichi Iwashita
pousada-etnia-trancoso-quadrado-bahia-blta-1100-3Outro exemplo de bangalô, o Gipsy, que tem um mezanino onde fica a sala. Imagem: Shoichi Iwashita
pousada-etnia-trancoso-quadrado-bahia-blta-1100-4O banheiro do bangalô Gipsy. Imagem: Shoichi Iwashita
pousada-etnia-trancoso-quadrado-bahia-blta-1100-11A sala elegante da espaçosa Villa Alafiá, casa que acomoda até cinco pessoas. Imagem: Shoichi Iwashitapousada-etnia-trancoso-quadrado-bahia-blta-1100-12O destaque do Etnia são as villas, que acomodam de quatro a cinco pessoas, e têm bastante espaço, luz natural e estrutura completa para se passar uma semana ou um mês. Na foto, o quarto principal da Villa Alafiá. Imagem: Shoichi Iwashita
pousada-etnia-trancoso-quadrado-bahia-blta-1100-13A sala de jantar, entre a cozinha e a sala de estar, da Vila Ibó. Imagem: Shoichi Iwashitapousada-etnia-trancoso-quadrado-bahia-blta-1100-14A cozinha da Vila Alafiá. Imagem: Shoichi Iwashita

Arte-Banner-Instagram-Divulgacao-10

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com