Restaurantes vegetarianos e vegetarian-friendly em São Paulo

Prato colorido e sustentável no Apfel, um dos nossos restaurantes vegetarianos favoritos em São Paulo. Imagem: Divulgação

Com tantas denúncias sobre o excesso de agrotóxicos nos alimentos e os impactos extremamente negativos da pecuária no mundo (ou mesmo por consideração aos animais), existe uma tendência grande nos países desenvolvidos ocidentais de priorizar ingredientes orgânicos, locais, sazonais, e reduzir — ou mesmo abolir — o consumo de carne e outros produtos derivados de animais. Do Burger King, que lançou um sanduíche vegetariano, a grandes restaurantes do mundo que já propõem menus livres de carne (Per Se e Daniel, em Nova York; o Alvin Ailey e Greenhouse, em Londres; o Lucknam, em Bath; L’Arpège e Alain Ducasse, em Paris; e o DOM em São Paulo), nós também estamos cada vez mais procurando entender os impactos que nossos hábitos de consumo causam no mundo — e sobre a nossa saúde — e descobrindo os sabores vegetais {confira as nossas considerações na matéria Comer carne: é preciso reconsiderar?, clicando aqui}. Em São Paulo já são muitos os restaurantes vegetarianos, mas nesta lista, você conhece os restaurantes vegetarianos e vegetarian-friendly (ou seja, que até tem carne no cardápio mas conta ou com boas opções vegetarianas e até veganas) no estilo Simonde, que a gente conheceu, gostou, voltou e frequenta (porque, né, a gente também come com os olhos). Endereços tão deliciosos onde nem mesmo carnívoros sentirão falta da carne.

É só uma pena que quase todos os restaurantes 100% vegetarianos paulistanos só abram para almoço (é como se vegetarianos e veganos não jantassem) e que os restaurantes totalmente veganos tenham tanta fritura, o que deixa o almoço pesado. Espero que mude com o tempo…

{E para a próxima atualização, aguarde nossos comentários sobre a charmosa e impecável Enoteca Saint-Vin-Saint (acho que o único restaurante 100% orgânico de São Paulo) e também sobre a Urban Remedy, uma opção fast-food plant-based  de saladas prontas e sucos prensados a frio — com apenas três dias de validade — em vários endereços da cidade.}

S SIMPLESMENTE [Vila Madalena] Buffet vegano, só almoço e brunch, preço fixo

s-simplesmente-vila-madalena-pinheiros-organico-brunch-pao-sem-gluten-granola-1200-14 s-simplesmente-vila-madalena-pinheiros-organico-brunch-pao-sem-gluten-granola-1200-10 A S Simplesmente é desses lugares deliciosos onde você não precisa se preocupar se pode ou não comer algo (sabe quando nos restaurantes você fica aqueles 30 segundos mexendo a panela para ter a certeza de que não tem nenhum pedacinho de bacon  escondido ali?): tudo aqui é zero carne, zero glúten, zero lactose, ou seja, nenhum derivado de animais, logo, vegano; com mais de 80% de ingredientes orgânicos e tudo plant-based, para usar o termo que define esse movimento. A lojinha com opções de saladas, excelentes granolas e pães, mais sucos, geleias e sobremesas funciona de segunda a sábado das 8h às 16h (apesar de pode levar, dá para comer lá mesmo), mas para o almoço servido em estilo buffet, a apenas R$ 39 por pessoa para comer à vontade (incluindo a deliciosa feijoada toda quarta-feira), só das 12h às 15h. O buffet  é compacto, mas não se impressione com as poucas panelas: como quantidade quase nunca é sinônimo de qualidade — sem falar no desperdício de comida —, e com combinações que funcionam super bem (dá para colocar tudo no prato, porque tudo combina), do nosso guia, é onde como melhor (só uma vez achei a comida um pouco salgada demais). Nos domingos também tem um brunch  perfeito para começar o dia, das 9h às 15h, a R$ 59, mas é bom chegar cedo. O meu sonho era só que o S Simplesmente ficasse aberto todos os dias das 8h às 2h da manhã, sábados, domingos e feriados inclusos, com opções à la carte  o dia todo. {Para conferir a matéria completa e ver mais fotos, é só clicar aqui.} S Simplesmente: Rua Mourato Coelho 1008, quase esquina com a Aspicuelta, Vila Madalena. Telefone 11 3032-4532. Segunda a sábado, das 8h às 16h, para a loja, com almoço das 12h às 15h; domingo com brunch, das 9h às 15h.

BANANA VERDE [Vila Madalena] O único restaurante à la carte 100% vegetariano que abre para jantar

banana-verde-vila-madalena-restaurantes-vegetarianos-sao-paulo-sp-1200-3banana-verde-vila-madalena-restaurantes-vegetarianos-sao-paulo-sp-1200-4Ocupando uma casa de esquina na Vila Madalena, o Banana Verde é o único restaurante 100% vegetariano da nossa lista que abre para jantar. O cardápio à la carte — também com opções veganas para entradas, principais e sobremesas — pode ser pedido tanto no almoço quanto no jantar, mas ao meio-dia eles também oferecem almoço executivo que pode ter três etapas, a R$ 49,50 durante a semana e R$ 65,70 nos sábados e domingos, ou duas (buffet  de saladas + prato ou prato + sobremesa). E para acompanhar os vinhos e cervejas artesanais, o cardápio é bem variado e para todos os gostos. Para começar, além das saladas e comidinhas, eles contam com vários pratos feitos no forno a lenha (cogumelos orientais, brie com mel, bruschette  rústicas). Como pratos principais, três opções de massas recheadas feitas na casa (com farinha integral e ovos orgânicos), duas de risotti, duas especialidades (adoro o bobó de shimeji  com banana da terra, farofa de castanhas, arroz com brócolis e purê de cará com queijo meia cura), e ainda duas opções de sanduíches e duas de hambúrgueres. Para finalizar, uma deliciosa mousse de avelã, opções de sobremesas sem açúcar e os sorvetes da Gelato Boutique, que a gente ama. BANANA VERDE: Rua Harmonia 278, esquina com a rua Madalena, Vila Madalena. Telefone 11 3814-4828. Segunda fecha; terça a sexta, das 12h às 15h30 e das 19h às 23h (mas a cozinha fecha às 22h30); sábado, das 12h às 23h; domingo, das 12h às 16h30.

SANDUÍCHES DE FALAFEL [Santa Cecília e Sumaré] Abertos o dia todo

pinati-sanduiche-kebab-falafel-sao-paulo-1200-vegetarianoUm das características da cozinha oriental é o frescor e o sabor máximo dos ingredientes. E para quem gosta de falafel, esses bolinhos fritos de fava e grão-de-bico, a dica é comer os sanduíches de falafel (geralmente com salada de tomate e pepino, repolho, picles, homus, com tahine  ou tarator, beringela etc.) do Pinati (foto), representante judaico-kosher-bem-tradicional  da Santa Cecília, com sabores mais suaves mas montagem perfeita (peça no pão pita para que o recheio venha todo dentro do pão e ainda a batata frita Chips Pinati individual para acompanhar), e do Kebab Salonu, representente turco no Sumaré, com sabores superlativos, muito bem temperado e que vem com berinjelas fritas e cebolas assadas ao limão, azeite e sumac  (peça as fritas com zaatar  para acompanhar). Não há melhores falafel  na cidade. Pinati: Alameda Barros 782, esquina com a Rosa e Silva, Santa Cecília. Telefone: 11 3668-5424. Segunda a quinta, das 12h às 22h; sexta, das 12h às 15h; sábado fecha; domingo, das 12h às 22h. Calcule R$ 40 para o sanduíche de falafel, fritas individual e refrigerante. Kebab Salonu: Rua Heitor Penteado 699, esquina com a Monsanto, Sumaré. Telefone: 11 2373-9258. Segunda fecha; terça a quinta, das 12h às 23h; sexta e sábado, do meio-dia à meia-noite; domingo, das 12h às 23h.

EMPÓRIO FRUTARIA [Jardins e Vila Nova Conceição] Opções vegetarianas e aberto o dia todo!

emporio-frutaria-oscar-freire-jardins-helio-pellegrino-vila-nova-conceicao-sao-paulo-vegetariano-detox-funcional-1200-3emporio-frutaria-oscar-freire-jardins-helio-pellegrino-vila-nova-conceicao-sao-paulo-vegetariano-detox-funcional-1200-2Apesar da minha restrição com um lugar que se define como um restaurante de comida-saudável-preocupado-com-a-natureza  mas, incoerentemente, tem salmão no cardápio e vende água em garrafinhas plásticas de 310 ml a R$ 6!, o Empório Frutaria, além de ter duas espaçosas unidades, uma na Oscar Freire (ao lado do Santo Grão) e outra na Helio Pellegrino, fica aberto todos os dias das 10h à meia-noite (e é uma delícia poder simplesmente ir a um lugar sem precisar ficar conferindo se está aberto ou não). Além dos muitos pratos vegetarianos como saladas, wraps  e o que eles chamam de superfood bowls, como na foto acima (tem opções veganas também, e eu sou apaixonado pela salada Detox, com kale, brócolis, grão-de-bico, pistache torrada e mirtilo desidratado), o Empório é um dos únicos lugares em São Paulo onde você pode comer açaí (de produção própria) sem o xarope de guaraná que transforma a tigela em uma bomba de glicose (eles têm uma versão zero, com xarope de guaraná zero açúcar adoçado com sucralose, e ainda a raw, o açaí puro — e pouquíssimo gosto —, que você pode combinar com diversos ingredientes funcionais; a minha combinação favorita é açaí batido com banana, pasta de amendoim e hemp protein).  Mas… Se você quiser tomar apenas açaí, vá às lojas vizinhas do mesmo dono, a Frutaria São Paulo, em ambas as ruas (Oscar e Helio), pois paga-se 20% a menos pelos mesmos açaís. {Para conferir a matéria exclusiva e ver mais fotos, clique aqui.} EMPÓRIO FRUTARIA: Rua Oscar Freire 433, quase esquina com a rua Rio Preto, nos Jardins. Telefone 11 2609-9712. Segunda a sexta, das 10h à meia-noite; sábado, das 10h à 1h da manhã; e domingo, das 10h à meia-noite (abre feriados nos horários do dia).

VEGGIE RAW BURGER’N BAR [Jardins] Hamburgueria 100% vegetariana, aberta o dia todo e com gin & tonics de respeito

veggie-raw-burger-n-bar-rua-augusta-restaurantes-vegetarianos-sao-paulo-sp-1200-2 veggie-raw-burger-n-bar-rua-augusta-restaurantes-vegetarianos-sao-paulo-sp-1200-1 Nos fundos de uma vilinha escondida na Augusta do lado Jardins, onde o Raw divide espaço com o HiPokee, a filial da casa original — e carnívora — da Vila Madalena não poderia ser mais diferente da matriz; o que pode causar confusão nos desavisados. Porque aqui o cardápio é 100% vegetariano e não há sequer um hambúrguer que leve carne (nem frango nem peixe nem um prosciuttozinho). Mas não espere por receitas monótonas com variações do famigerado hambúrguer de proteína de soja transgênica; muito pelo contrário. Cada uma das sete receitas possui um pão diferente — pense em brioche com amêndoas, pão de cerveja stout, pão de wasabi —, um hambúrguer diferente — grão andino, cogumelo e batata, beterraba e trigo sarraceno — e ingredientes inusitados em criações bastante originais. Para petiscar enquanto você toma coquetéis clássicos ou gin & tonics  de respeito — com Gin Mare, Apostoles, The Botanist ou Hendricks (calcule entre R$ 42 e R$ 59 por drinque) —, prove os bolinhos Popeye’s “No Meat” Balls  (foto acima): de espinafre, ricota e chia (fritos, logo, crocantes), acompanhados de um refrescante pesto de hortelã. No quesito doces, as sobremesas são terceirizadas. Tem os bombons e a torta vegana de chocolate da Weeds & Seeds e o pudim de leite caseiro da Tia Nill. A tortinha é saborosa, mas ela é do tamanho de um cookie  e é horrivelmente servida em sua embalagem plástica, como se fosse doce comprado da tia da cantina da escola (sem falar no lixo plástico). VEGGIE RAW BURGER’N BAR: Rua Augusta 2052, entre as alamedas Jaú e Itu, Jardins. Telefone 11 3032-3610. Segunda e terça fecha; quarta a sexta, das 12h à meia-noite; sábado, das 13h à 1h da manhã; domingo, das 13h às 22h.

NAMBU [Higienópolis] Comida funcional e orgânica, com opções vegetarianas e veganas, e aberto o dia todo

nambu-higienopolis-restaurantes-vegetarianos-sao-paulo-sp-1200-2nambu-higienopolis-restaurantes-vegetarianos-sao-paulo-sp-1200-3Próximo ao Parque Buenos Aires, o ambiente não poderia ser mais agradável: um deque de madeira em vários níveis, com cobertura e laterais abertas com árvores e plantas, em uma rua tranquila e arborizada de Higienópolis. Mesas e cadeiras e poltronas confortáveis completam o ambiente do Nambu, um restaurante aberto de segunda a sábado o dia todo (não fecha entre almoço e jantar, o que a gente ama; no domingo, fecha às 17h), com um cardápio cheio de comidinhas saudáveis e orgânicas que, apesar de oferecer carnes, possui várias entradas veganas ou vegetarianas e duas opções veganas de prato principal: a quiche feita com massa de grão-de-bico e azeite extra virgem com recheio do dia acompanhada de salada verde e o estrogonofe de cogumelos Paris frescos (feito com leite de castanha de caju e páprica) servido com “escalopinhos” de shiitake, arroz de castanhas e salada de couve crua (foto acima; eu adoro esse prato, mas ele vem todo separadinho em cumbucas e sempre despejo tudo no prato grande pra comer tudo junto). De entrada, não deixe de pedir uma ou duas saladas para dividir e as cestinhas crocantes recheadas (vem um par de shiitake, outro de legumes e o outro de ricota de amêndoas). Só na hora da sobremesa que é preciso se lembrar de que se está em um restaurante funcional — onde leite condensado industrializado e açúcar refinado não têm vez — e calibrar as expectativas. O beijinho (segunda foto; vem um), por exemplo, é feito com grão-de-bico, e o pudim de leite de castanha de caju está longe de ter aquela textura do pudim da avó (mas eles têm melhorado bastante a textura). Na carta de vinhos compacta, não só bons rótulos de vinhos orgânicos, naturais e biodinâmicos, mas também vinhos veganos (que não utilizam caseína, gelatina ou albumina no processo de clarificação do vinho), com algumas opções em taça todos os dias. Ah, e coma tudo: couvert, entrada, prato principal, sobremesa, vinho, para não sair com fome, já que as porções (como você pode ver nas fotos) são pequenas. NAMBU: Rua Alagoas 651, quase esquina com a rua Bahia, Higienópolis. Telefone 11 3804-1577. Segunda fecha; terça a sábado, das 12h às 23h; domingo, das 12h às 17h.

APFEL [Jardins] Buffet vegetariano, só almoço, preço fixo

restaurante-apfel-jardins-1200-5restaurante-apfel-jardins-vegetariano-sao-paulo-1200Há 15 anos numa casa simples e aconchegante a uma quadra e meia da Avenida Paulista (e do metrô Consolação), o Apfel Jardins é um restaurante vegetariano com buffet self service  que, assim como outros restaurantes naturais e saudáveis, só abre para almoço e paga-se um valor fixo (R$ 36,90, de segunda a sexta, R$ 42,90, nos fins de semana) para comer à vontade saladas, pratos quentes e doces preparados com 80% de ingredientes orgânicos (é muito difícil encontrar arroz integral orgânico, por exemplo, por isso não é 100%, e tomate, quando a chef  não encontra o orgânico, não compra e não serve). O buffet  de saladas é ótimo, a feijoada e o arroz integral são uma delícia (como é bom se servir da feijoada sem ficar pensando nas carnes que você não quer  na concha), e ainda tem pratos autorais e muito bem sucedidos como o nhoque de beterrada ao pesto de manjericão (fico feliz sempre que leio que este prato está no cardápio do dia). O crumble  de maçã, pelo contrário, não tem nada de crocante ou saboroso. Mas o fato de saber que se está comendo em um lugar preocupado genuinamente com a origem e o modo de preparo dos alimentos faz com que a gente olhe com os outros olhos até as receitas menos expressivas. Ah, muitas vezes eles não colocam os nomes dos pratos que estão no buffet  e você precisa sair caçando alguém para saber tudo o que está em exposição (veganos também precisam sair perguntando para saber o que leva leite ou ovos). Apfel Jardins: Rua Bela Cintra 1343, quase esquina com a Jaú, Jardins. Telefone 11 3062-3727. Segunda a sexta, das 11h30 às 15h; sábados e domingos, das 11h30 às 16h.

OS HARE KRISHNA DA ANTÔNIO CARLOS [Consolação] Prato feito à la indiana, só almoço, preço fixo

gopala-madhava-sao-paulo-restaurante-vegetariano-1200-2 gopala-madhava-sao-paulo-restaurante-vegetariano-1200 Dá tranquilo para confundir. São dois indianos ovolactovegetarianos na Antônio Carlos, no mesmo lado  da calçada: um no número 413, o Gopala Madhava, e o outro no número 429, o Gulab Hari (que até 2016 se chamava Gopala Hari). E as semelhanças não param por aí: nos dois você sobe um lance de escadas com pétalas de rosas frescas para chegar aos salões simples e sem muito conforto; ambos só abrem para almoço (nos mesmos dias e horários) e só servem duas opções de combinado, uma espécie de PF, sempre com saladinha, suco adoçado e sobremesa (a R$ 36 de segunda a sexta, e R$ 42 aos sábados) em pratos, copos e talheres de metal (a sobremesa sempre vem junto com a entrada antes do prato principal e é um ato de boas vindas, não precisa comer), e deixam à disposição dos clientes um refresco de gengibre que pode ser tomado antes, durante ou depois do almoço, à vontade. A comida é colorida e saborosa, mas gordurosa, por causa das frituras e do uso frequente dos queijos. O atendimento em ambos tampouco é dos melhores, mas o Gulab Hari sobressai no quesito praticidade: aceita todos os cartões de crédito e débito (no Madhava, só débito, vale-refeição, cheque ou dinheiro), é maior (o restaurante é formado por duas casas e tem até um terraço com almofadas que NÃO convidam ao relaxamento; parece meio sujo), e oferece cinco opções de sobremesa entre o Gulab Jamun (doce aerado de leite com calda de rosas), o Gajar Halav (doce de cenoura condensada no leite, servida com farinha de pistaches), torta de doce de leite com castanha de caju e Banana Celestial (banana gratinada com açúcar mascavo), enquanto no Madhava a opção é única. Gopala Hari: Rua Antônio Carlos 429. Telefone 11 3283-1292. Gopala Madhava: Rua Antônio Carlos 413. Telefone 11 3253-3844. Ambos entre a Augusta e a Haddock Lobo, Consolação. O horário de funcionamento também é igual: segunda a sexta, das 11h30 às 15h; sábados, das 12h às 15h; domingos e feriados fecha.

LE MANJUE ORGANIQUE [Vila Nova Conceição] Vegetarian-friendly, à la carte, almoço e jantar

le-manjue-organique-sao-paulo-1200-3le-manjue-organique-sao-paulo-1200-2Ao lado do Kinoshita, o Manjue é a opção chique para comer o dia todo à la carte (eles não fecham entre almoço e jantar, o que é ótimo), num ambiente lindo, confortável (bem decorado, toalhas nas mesas, taças de vinho), com drinques e, apesar de preparar todos os tipos de carne, tem opções de pratos sem glúten, sem lactose, veganas e vegetarianas — todos devidamente sinalizados no cardápio — que vão do couvert  às sobremesas. É daqueles restaurantes da-horta-para-a-mesa: 70% dos ingredientes vêm da plantação orgânica do próprio Manjue em Vinhedo, interior paulista. Além da saladas e da sopa de mandioquinha com alho-poró, não deixe de provar a moqueca de shiitake  com palmito, uma opção vegana (que, tudo bem, não tem sabor de moqueca, mais de uma sopa de tomates), ou o risoto integral de shiitake, opção vegetariana (não muito light ) que vem com muçarela, requeijão e queijo gouda  crocante. E eles acabam de abrir uma segunda unidade na rua Vittorio Fasano, nos Jardins. Le Manjue Organique: Rua Domingos Fernandes 608, quase esquina com a Jaques Félix, Vila Nova Conceição. Telefone 11 3034-0631. Segunda a quinta, das 11h30 às 23h; sextas, das 11h30 à meia-noite; sábados, do meio-dia à meia-noite; e domingos, do meio-dia às 17h.

MOEMA NATURAL [Moema] Buffet vegetarian-friendly, só almoço, preço fixo

Restaurante Moema Natural moema-natural-sao-paulo-vegetariano-1200Assim como o Manjue, no Moema Natural você também vai encontrar carnes (só frango e peixe), mas eles sempre as colocam meio escondidas, num balcão separado, em réchauds  fechados, o que faz com que os vegetarianos não tenham de enxergar os bichinhos facilmente. O preço é fixo (R$ 30 de segunda a sexta, R$ 38 aos sábados, domingos e feriados) e inclui saladas, pratos quentes, suco de fruta com açúcar, guaraná diet, água e buffet  de sobremesas, com opções com e sem açúcar. As comidas simples (folhas, legumes, massas, grãos) são sempre saborosas, frescas e bem apresentadas (e eles têm um ótimo pão integral da casa feito com linhaça, não deixe de pegá-lo no buffet). Nos fins de semana, a frequência de gente linda e sarada que vem almoçar aqui depois da academia e do parque faz você repensar ainda mais que é preciso comer menos e melhor (e malhar mais). O Moema Natural tem duas unidades bem próximas uma da outra, mas eu prefiro a da Alameda Jauaperi, 1332, Moema. Telefone 11 5542-8399. Segunda a sexta, das 12h às 15h30; e sábados, domingos e feriados, das 12h às 16h. 86 lugares. Tem serviço de valet a R$ 10.

LEIA TAMBÉM:

— Três restaurantes biô em Paris – aqui, sinônimo de saudável, orgânico e sexy – para frequentar

— Padoca do Maní: Café da manhã o dia todo, e pães e bolos e sucos e comidinhas do jeito que a gente gosta

— Ryo Gastronomia: Um dos melhores restaurantes – não só japoneses – de São Paulo

Arte-Banner-Instagram-Divulgacao-10

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com