Um Bonde Chamado Desejo; outro chamado Cemitérios

Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

Decadente e atormentada, sim. Mas Blanche DuBois não é uma patricinha bonita e surtada que vive no mundo fantasia. É uma menina bem nascida — era “meiga e confiante”, nas palavras da irmã — que não suportou o suicídio do marido, seu primeiro e único amor (“era como se uma luz ofuscante iluminasse o que sempre havia estado nas sombras”; “tudo o que eu sabia é que eu não consegui ajudá-lo com os problemas dos quais ele não conseguia falar” ), e que, após a tragédia, encontrou no sexo com muitos parceiros num hotelzinho barato para prostitutas uma maneira de preencher seu vazio existencial. E se perdeu. Se perdeu de si mesmo a ponto de só conseguir sobreviver na magia e não mais na realidade (“Magia! Sim, sim, magia! Eu tento dar isso para as pessoas.” ). Desprovida de sua honra, de sua propriedade — a fazenda Belle Rêve, que pertencia há gerações à sua família — e de seu emprego como professora de literatura depois de se envolver com um aluno menor Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


Laselva Congonhas


Ver SaoPaulo_Simonde num mapa maior
Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

Para quem ama revistas, entrar hoje na Laselva de Congonhas — que já foi uma das mais completas revistarias da cidade — dá um pouco de tristeza. O espaço dedicado aos periódicos é cada vez menor, pois foram substituídos por livros best-sellers  de auto-ajuda emocional e profissional, chocolates, salgadinhos. Mas, essa foi a primeira loja da Laselva, fundada em 1947 e sua localização não poderia ser mais especial e privilegiada: o saguão futurista e aeroespacial do Aeroporto de Congonhas, um dos locais mais charmosos da cidade.

E para os insones como eu, ela fica aberta 24 horas, assim como o ótimo estacionamento do aeroporto. Mas, depois da meia-noite, dá pra parar o carro bem na curva em frente ao saguão, porque está tudo vazio e é permitido estacionar. ;-)

O café do saguão também fica aberto 24 horas*, o que faz uma visita à Laselva Congonhas um ótimo programa para os paulistanos que já querem ler o jornal do dia seguinte tomando um café no saguão vazio, apreciando os painéis e a arquitetura do nosso belo aeroporto.

* O café só fecha por volta de trinta minutos entre 1h e 1h30 da manhã, quando estão fazendo a mudança de dia no sistema. Ver Mais →


Ver SaoPaulo_Simonde num mapa maior

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


Le Meurice: sai Alléno, assume Ducasse

Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

TrocaDeChefs

À esquerda, Yannick Alléno; à direita, o onipresente, Alain Ducasse. 

A cena gastronômica parisiense ficou mais pobre. É uma pena que, depois de dez anos, o chef-galã Yannick Alléno tenha saído do Meurice; a meu ver, o restaurante mais deslumbrante – em todos os sentidos – de Paris até então (Monsieur  Alléno foi o responsável pela conquista do terceiro macarron  Michelin para o Meurice em 2007). O décor  histórico retocado por Philippe Starck combinava perfeitamente com a criatividade, a beleza e os pratos cheios de sabor do chef  (sem falar nas sobremesas mais impressionantes e deliciosas entre muitos restaurantes três estrelas; e, não, não são todos os grandes restaurantes que têm pratos cheios de sabor).

Desde setembro, assumiu as caçarolas do mítico restaurante no hotel de mesmo nome o chef  mais estrelado do mundo, Alain Ducasse, cuja flagship  era no hotel Plaza Athénée, na Avenue  Montaigne, que, assim como o hotel Meurice, pertence à Dorchester Collection.

O Plaza Athénée fechou para uma reforma e só reabre em junho de 2014 e Alain Ducasse não deve perder o espaço que tem no hotel (a mudança de endereço foi bastante oportuna já que Alain Ducasse ficaria alguns meses sem seu principal restaurante aberto). Resta saber como ele diferenciará, com a reabertura do Plaza, os dois espaços (com personalidades bastante diferentes, a apenas 2 quilômetros de distância, ambos com três macarons  Michelin) para que os comensais tenham vontade de visitar ambos os endereços.

Para quem quiser saborear as criações de Alléno, que passa por uma reinvenção filosófica de sua cozinha (escreveu até um manifesto para a gastronomia contemporânea), só no 1947, restaurante de apenas 25 lugares, no hotel Cheval Blanc, em Courchevel, que pertence ao conglomerado de luxo LVMH. Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


SIGA A SIMONDE

Interaktiv