Courchevel: A gastronomia savoyarde e duas dicas de restaurantes que não custam uma fortuna

Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

Courchevel fica na Savoia (em francês, Savoie ), um departamento da região de Auvergne-Rhône-Alpes. Mas a Savoia de hoje era um pedaço do condado-depois-ducado-depois-reino  que pertencia à Casa di Savoia, uma das nobres famílias mais antigas da Europa (com mais de mil anos), e abrangia não só esta região no sudeste da França (chegava até Nice, hoje na Provence), mas também parte da Itália (o Piemonte) e o sudoeste da Suíça (Vittorio Emmanuele II, príncipe da Casa di Savoia e Rei da Sardenha, doou o território para a França em 1860, em gratidão à ajuda de Napoleão III na unificação da Itália, país do qual ele seria o primeiro rei). Por isso a gastronomia savoyarde, essa cozinha simples, rústica e bem calórica (cheia de queijos derretidos, perfeita para alimentar o corpo no inverno ainda mais  rigoroso do alto das montanhas; pense em fondue, em raclette, Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


Courchevel: Hôtel des 3 Vallées, hotel design bem no centrinho do vilarejo

Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

Com o fim da Segunda Guerra Mundial e a decisão do governo francês de construir a estação de esqui de Courchevel {saiba mais sobre a pequena história de Courchevel, clicando aqui}, eles tiveram de construir um prédio para abrigar a equipe que trabalharia no projeto (imagina levar todo o material de construção para uma montanha, a 1850 metros de altitude, quando ainda não havia estradas). E é nessa construção histórica, de 1947, o primeiro edifício de Courchevel, que está o Hôtel des 3 Vallées, um hotel design  de quatro estrelas, charmoso e aconchegante, e muitíssimo bem localizado (você vai estar a dez passos do Génepi, um dos meus restaurantes favoritos, de cozinha típica savoyarde; a 150 metros do Chabichou, restaurante dois macarons  Michelin, e do Pomme de Pin, lugar perfeito para um almoço com vista linda para a cidade e as montanhas; a três minutos a pé da Croisette e das lojas de aluguel de esquis; a cinco minutos do centrinho de Courchevel, com o escritório de Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


Courchevel: A melhor região e como escolher o seu hotel

Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

A primeira coisa na qual você precisa se atentar antes de definir o hotel é o seu nível de esqui. Quase todos os hotéis e chalés em Courchevel 1850 são ski in ski out  (têm acesso direto às pistas, sem a necessidade de andar ou pegar carro), mas não adianta ser ski in ski out  se você tiver de pegar uma ladeira íngreme — com o risco de perder o controle da velocidade e se espatifar — para chegar à Croisette, o local central onde ficam os instrutores e de onde saem os teleféricos para todas as pistas, de todos os níveis, de Courchevel e dos Três Vales. Por isso, informe-se antes sobre o nível de dificuldade da pista na saída do ski room  do hotel e a distância do hotel até a Croisette (pergunte se eles têm carros disponíveis, ou navettes, que possam te levar pra lá). Se você for iniciante e se hospedar num hotel ao lado de uma pista azul (o segundo nível de dificuldade, depois do verde, que é o mais fácil), com algumas ladeirinhas assustadoras, não tem jeito: vai ser melhor ir andando com suas botas e Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


Courchevel: Preparação completa para o esqui (aluguel, ski pass, instrutores)

Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

É imperativo que você contrate um seguro-viagem para eventuais despesas médicas antes de sair do Brasil. Se problemas de saúde podem acontecer a qualquer momento, as chances crescem consideravelmente quando se viaja para praticar um esporte que envolve quedas durante o aprendizado (tem os escorregões no gelo que você pode levar andando pelas ruas também). Mas não se atenha a esses que os cartões de crédito oferecem quando você compra as passagens usando o cartão (apesar de cumprirem com os requisitos do Tratado de Schengen), pois eles só reembolsam as despesas médicas depois que você voltar de viagem (e é toda  uma burocracia, e as despesas que você terá de pagar no hospital não são NADA baratas — ainda mais longe da cidade, no meio da montanha, em euro — e você ainda corre o risco de não ter limite no cartão de crédito para pagar a conta). Por isso, sempre contrate o seguro de alguma empresa especializada em viagens que Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


Courchevel: Quando ir e a melhor maneira de se chegar lá

Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

Chegar a Courchevel exige um pouco de planejamento, e da porta da sua casa até à porta do quarto do seu hotel, seguindo o nosso plano, você vai levar exatamente 24 horas. É claro que estando na Europa, são centenas as possibilidades de se chegar à estação estando em qualquer cidade (em alguns dias da semana tem até Eurostar saindo de Londres St Pancras para Lyon), mas abaixo você encontra a melhor maneira de se chegar a Courchevel partindo do Brasil, tanto em consideração ao orçamento quanto à praticidade.

QUAL A MELHOR ÉPOCA PARA IR?

A temporada de esqui em Courchevel vai do começo de dezembro a fim de abril (e 95% dos hotéis fecham mesmo antes do fim da temporada, no fim de março ou nos primeiros dias de abril), sendo a altíssima temporada, a mais concorrida (logo, a mais cara), as duas últimas semanas do ano, que incluem Natal e Ano Novo (férias escolares na Europa), a primeira semana de janeiro (a primeira semana do ano é feriado na Rússia, que culmina com o Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


Courchevel: Como uma vila construída no nada se tornou uma das estações de esqui mais luxuosas do mundo

Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 305 Notice: Undefined variable: site in /var/www/wp-content/plugins/adrotate-pro/adrotate-output.php on line 398

Courchevel é uma estação de esqui nos Alpes franceses, coladinha com a Itália (quase no meio exato  do círculo que formam Lyon, na França, Genebra, na Suíça, e Turim, na Itália), a primeira a ser construída no meio do nada  pelo governo francês (imagina levar água e eletricidade para o meio de uma cadeia de montanhas a 1600 metros de altitude?), depois do fim da Segunda Guerra Mundial (em 1946), aproveitando uma das paisagens mais lindas do país para desenvolver o turismo na região (gerando empregos e fazendo com que os locais não emigrassem; a coisa não estava nada fácil para os franceses depois da Segunda Guerra) e ainda oferecer aos franceses mais uma opção de lazer nas montanhas. Não é um destino de esqui tão antigo quanto Saint Moritz ou Chamonix (St. Mortiz, na Suíça, começou com a prática de esportes de neve em 1871, e Chamonix, perto de Courchevel, nos pés do Mont Blanc — sim, esse que inspirou e fica também no topo da caneta —, em 1924 já havia sediado os primeiros Jogos Olímpicos de Inverno), mas é dos mais luxuosos e bem Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


SIGA A SIMONDE

Interaktiv