The Spa do Renaissance: Com produtos orgânicos e a uma quadra da Paulista, tem tudo para muitas horas de saúde e bem-estar

Alameda Santos 2233

na esquina com a Haddock Lobo

Piso SP (para o elevador)

Jardins

Metrô Consolação

(Linha Verde)

55 11 / 3069-2081

Preço aproximado por pessoa: R$ 400, considerando massagem desportiva de 50 minutos a R$ 250 + day-pass da academia R$ 70 + lanche com smoothie mais café no Bytes R$ 50.

Aceita todos os cartões de crédito.

Segunda a sexta:

Das 9h às 21h

Mas a recepção funciona a partir das 5h30 da manhã

Sábado, domingo e feriados:

Das 8h às 19h

Recepção, das 7h às 20h

Tem wi-fi

Tem manobrista

Desde 1990

Site, clique aqui

Instagram, clique aqui

Além da questão do uso de água no processo de fabricação, da crueldade com os animais e do descarte de lixos tóxicos que destroem a natureza, estamos todos os dias sendo envenenados, fora e dentro de casa, com a poluição do ar, os agrotóxicos nos alimentos, os parabenos nos cosméticos (de aparentemente  indefesos shampoos a hidratantes), os derivados de petróleo nos produtos de limpeza, os remédios… Ter um jantar saboroso em um restaurante cujos ingredientes utilizados estão cheios de hormônios e agrotóxicos — são mais baratos, né? — sempre tira um pouco o brilho do jantar. E, conforme aumenta a nossa consciência sobre assunto, o mesmo acontece quando o assunto é beleza. Quais são os cremes e óleos que spas e clínicas de estéticas aplicam; produtos que nós, relaxados, quase nunca vemos?

E, a uma quadra da Avenida Paulista e do metrô Consolação, o The Spa, o espaço de beleza e bem-estar renovado do hotel Renaissance — para nós da Simonde, o hotel mais bem localizado da cidade; saiba por que clicando aqui —, vem com essa proposta. Além de só utilizar produtos naturais e livres de testes em animais nos tratamentos, eles possuem uma loja — que você vai ver já ao chegar à recepção — com uma curadoria ótima de produtos orgânicos, livres de parabenos e ingredientes geneticamente modificados (GMO), não testados em animais e gender neutral, ou seja, que possuem aromas naturais e podem ser usados por homens e mulheres (quem inventou esse negócio de cheiros femininos e masculinos, afinal de contas?).

Além dos banhos, massagens e tratamentos faciais tradicionais (pedras quentes, shiatsu, quatro mãos, ayuvérdica, drenagem linfática etc.), não deixe de experimentar o tratamento corporal feito com abacate, óleo de coco, murumuru (fruto de uma palmeira conhecido como “ouro da Amazônia”), melado de cana e açúcar orgânico, que é seguida por uma massagem relaxante, ou então o Rainforest Body Wrap, que começa com uma esfoliação com sal do Himalaia e termina com o envolvimento do corpo com argila branca da Amazônia, que hidrata, combate os radicais livres e ainda ajuda a eliminar toxinas da superfície da pele e a ativar a regeneração celular (ambos os tratamentos custam R$ 380). O melhor é que não importa o tratamento que você faça, dá para adicionar uns minutinhos — dez para ser mais preciso — para uma máscara facial de argila (R$ 70), uma revitalização para a área dos olhos (R$ 70) ou uma massagem crânio-facial (R$ 40), que dá aquela relaxada nos músculos da face (a gente não percebe, mas como eles acumulam tensão…).

DÁ PARA PASSAR UMA TARDE TODA NO SPA DO RENAISSANCE

Aí, só é preciso lembrar de levar sunga ou maiô (só dá para ficar pelado mesmo nos confortáveis e espaçosos vestiários) e ir com tempo, pois os clientes do spa têm acesso total à sala de leitura, à jacuzzi, às saunas (seca e a vapor, mistas), ao Bytes, que é o restaurante de comidinhas saudáveis (é só uma pena que eles usem canudos nos sucos e smoothies  #nostraw, mas dá para levar o computador e trabalhar de lá com o wi-fi), e você ainda pode aproveitar para treinar na ótima academia do hotel (mas o day-pass  é cobrado à parte, a R$ 70; veja as fotos abaixo). Ou seja, dá tranquilamente para passar o dia aqui. Apesar de o horário de agendamento para tratamentos ficar entre as 9h e as 21h, a academia abre às 5h30, o spa  às 7h (e fecha às 22h), e também às 5h30 o telefone da recepção já está funcionando (coisas boas de hotel). E se houver algum imprevisto, você pode cancelar com até cinco horas de antecedência sem precisar pagar nada.

Para agendar o seu tratamento, é só ligar para 55 11 / 3069-2081.

LEIA TAMBÉM:

— Três restaurantes biô em Paris – aqui, sinônimo de saudável, orgânico e sexy – para frequentar

Guia Simonde dos restaurantes vegetarianos e vegetarian-friendly em São Paulo

— Borough Market em Londres, mercado milenar e imperdível renascido nos anos 1990

the-spa-organico-hotel-renaissance-review-jardins-avenida-paulista-alameda-santos-sao-paulo-melhores-1200-3O Spa do hotel Renaissance fica no primeiro andar do edifício, e acessando o elevador no lobby  do hotel você vai apertar o botão piso SP. Imagem: Shoichi Iwashita
the-spa-organico-hotel-renaissance-review-jardins-avenida-paulista-alameda-santos-sao-paulo-melhores-1200-9Atrás do balcão da recepção, excelentes produtos naturais e artesanais, como esses lindos sabonetes da Terral, feitos com ingredientes vegetais 100% orgânicos, mais óleos de urucum e mamona, argila vermelha, vitamina E, e óleos essenciais de patchouli e eucalipto. Imagem: Shoichi Iwashita
the-spa-organico-hotel-renaissance-review-jardins-avenida-paulista-alameda-santos-sao-paulo-melhores-1200-11No locker dos espaçosos e confortáveis vestiários, chinelos e roupão delicioso. Homens ainda encontram um kit de barbear descartável. Imagem: Shoichi Iwashita
the-spa-organico-hotel-renaissance-review-jardins-avenida-paulista-alameda-santos-sao-paulo-melhores-1200-6Antes da massagem, eles trazem uma barrinha de cereais natural com chá de ervas e toalhinha gelada. Imagem: Shoichi Iwashita
the-spa-organico-hotel-renaissance-review-jardins-avenida-paulista-alameda-santos-sao-paulo-melhores-1200-4Uma das 10 salas de tratamento, com ofurô e cantinho de relaxamento. Imagem: Shoichi Iwashita
the-spa-organico-hotel-renaissance-review-jardins-avenida-paulista-alameda-santos-sao-paulo-melhores-1200-1Depois da massagem (as terapeutas são ótimas), hora de aproveitar as saunas e a jacuzzi, nesta área que é mista: tem de colocar sunga (sem esquecer de tomar uma bela ducha antes para tirar todo o óleo do corpo). Imagem: Shoichi Iwashita
the-spa-organico-hotel-renaissance-review-jardins-avenida-paulista-alameda-santos-sao-paulo-melhores-1200-7Lanche pré-treino: sanduíche de atum e quiche de cogumelos (muito bem feitos, preparados pela cozinha do hotel) e um smoothie de banana com morango (tirei a tampa de plástico e o canudo desnecessários que vieram com o suco para fazer a foto). Imagem: Shoichi Iwashita
the-spa-organico-hotel-renaissance-review-jardins-avenida-paulista-alameda-santos-sao-paulo-melhores-1200-8A academia do Renaissance (diferentemente da terrível do Tivoli) é ótima: tem todos os aparelhos, pesos livres e ainda dá para conectar à sua conta Netflix nos monitores das esteiras. Imagem: Shoichi Iwashita
the-spa-organico-hotel-renaissance-review-jardins-avenida-paulista-alameda-santos-sao-paulo-melhores-1200-10Esse é o horário de pico da academia durante a semana. Imagem: Shoichi Iwashita

Arte-Banner-Instagram-Divulgacao-10

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com