Tiffany’s Blue Book

Pulseira em estilo Era Eduardiana (período na Inglaterra de 1901 a 1919), com safiras Montana, pérolas Keshi e diamantes, da coleção Blue Book 2014. Preço US$ 125,000.

A hoje joalheira Tiffany começou suas operações como uma elegante papelaria — que também vendia objetos de prata — na Broadway, em 1837 (a rua mais movimentada de Manhattan na época). Em 1840, a casa começaria a comprar joias da coroa francesa e revender para os novos magnatas do lado de cá do Atlântico. Três anos depois, produziu um dos primeiros serviços de venda por catálogo a ser distribuído pelos correios nos Estados Unidos. A edição anual com as criações e seleções de Charles Tiffany e seu cunhado John Young, intitulada Blue Book, logo deixaria de ser um catálogo com produtos de bom gosto para se tornar o nome das coleções anuais apresentando as pedras mais raras e exóticas às quais a casa teve acesso, em belíssimos desenhos, num dos melhores exemplos de alta joalheria do mundo.

Todos os anos, quando do lançamento da coleção Blue Book, trezentas das mais importantes clientes da Tiffany  no mundo são convidadas para um baile de gala em Nova York. Após o baile, são dois dias de private appointments (os primeiros horários são disputadíssimos), quando as clientes vão gastar entre seis (US$ 000.000) e sete dígitos (US$ 0.000.000,00) por qualquer uma das mais de 150 peças que formam a coleção (as peças mais caras custam por volta de US$ 2,500,000.00), sempre criadas em torno de gemas únicas, que só saem do papel quando encontrada a pedra certa. E quase não sobram peças para serem encaminhadas para as lojas depois desses dois dias.

O Blue Book hoje é um must-read para colecionadores, connoisseurs  e amantes da beleza e do savoir-faire. E como encanta (não deixe de ver a galeria de imagens abaixo :-).

A Tiffany & Co. tem duas lojas em São Paulo (as únicas lojas do mundo que parcelam a compra em três vezes e com mesas e cadeiras para receber os compradores mais exigentes; nas outras mais de 150 lojas da marca em 17 países, os clientes são atendidos no balcão). Uma no térreo do Shopping Iguatemi (55 11 / 3815-7000) que dá para a Avenida Brigadeiro Faria Lima, inaugurada em 2001, e a outra no Shopping Cidade Jardim (55 11 / 3552-5200).

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com