Rizzoli Nova York

A Rizzoli, aberta em Nova York em 1964 pelo magnata da comunicação italiano Angelo Rizzoli lui même, era considerada uma das mais bonitas livrarias do mundo, mas foi fechada 2014 para que o prédio da 57th Street  fosse demolido. Mas uma das minhas duas livrarias preferidas da Big Apple reabriu (a outra é a McNally & Jackson, no SoHo; saiba tudo, clicando aqui), agora em Nomad (entre a Eataly e o Nomad), e acredite: é bem provável que a nova e única loja da Rizzoli nos Estados Unidos (eles também têm corners  no Eataly e na Saks) recupere seu título de beleza.

O térreo do edifício do começo do século 19 recebeu a belíssima marcenaria de arcos serlianos, vieiras douradas incrustadas e boiseries  da loja antiga — junto com os icônicos lustres de ferro da 57 — que foi restaurada e veio para o novo endereço, que agora tem 450 Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


Rizzoli fecha suas portas em Nova York

Fechamentos tristes e históricos no mundo: a G.Lorenzi fechou definitivamente suas portas na Via Montenapoleone, em Milão (confira o post aqui); o Pastis fechou no Meatpacking, em Nova York; e acabei de ficar sabendo que a Rizzoli da 57th, minha livraria predileta junto com a McNally Jackson, com uma seleção impecável de artes e literatura (além de ser um lugar onde a gente encontrava todos os jornais italianos), fecha suas portas na semana que vem, dia 11 de abril de 2014, depois de mais de vinte anos ocupando o endereço. Assim como o Pastis, eles estão procurando um novo local para reabrir, mas dificilmente vão encontrar prédio tão bonito. A Rizzoli era considerada uma das livrarias mais lindas do mundo. Não muito grande como a El Ateneo em Buenos Aires, a Rizzoli era uma joia cultural numa rua repleta de marcas de luxo, na 57th, entra a 5ª a 6ª Avenidas. Rizzoli_620 Ver Mais →

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com


SIGA A SIMONDE

Interaktiv