• Histórias de viagens

    Quando países desenvolvidos irritam

    Eu sou a pessoa mais calma, paciente e educada do mundo; e, em viagens, sempre tento me adaptar observando as regras de comportamento da cultura...

  • Vinhos

    Quanto tempo dura um vinho aberto?

    Além 1. das mudanças de temperatura, 2. da vibração, 3. da luz e 4. da baixa umidade no local de armazenamento, 5. o oxigênio é o grande inimigo...

  • Hospedagem > Paris

    Le Meurice

    Existe uma distância estilística não muito esperada entre o térreo do Meurice — com seus maravilhosos restaurantes e bar, alguns dos mais belos e elegantes da capital parisiense — e os andares de cima, onde...

  • Restaurantes > São Paulo

    Jiquitaia

    Pelo preço fixo de R$ 79 (entrada + prato principal + sobremesa, no jantar e nos fins de semana; e R$ 49! no almoço durante a semana), o Jiquitaia se consolidou de forma muito bem sucedida com sua fórmula...

  • Aeroportos > São Paulo

    GOL Premium Lounge em GRU

    Apesar da fama, nem todo voo internacional sai do Terminal 3 do Aeroporto Internacional de São Paulo, o GRU Airport (eu cometi esse erro na minha viagem para Saint-Martin...

  • Destinos de verão

    Os campos de lavanda na Provence

    Enquanto eu dirigia sozinho pela estreita D6 (estrada departamental), com os vidros do carro abertos, sentindo o vento e o sol do verão...

  • Cruzeiros

    Silversea #publi

    Voltar para o início dos tempos em Galápagos, sair do porto de San Francisco num cruzeiro de 120 dias para Monte Carlo visitando Havaí, Austrália, Sudeste Asiático, Oriente Médio, Grécia e Itália, ou ainda sair...

  • Igrejas | Templos > Milão

    Igrejas imperdíveis de Milão

    O Duomo, a Catedral de Milão, é indiscutivelmente uma das mais belas igrejas do mundo. Mas a capital da Lombardia tem outras três igrejas, bem próximas...

Países desenvolvidos podem ser bem irritantes

Eu sou a pessoa mais calma, paciente e educada do mundo; e, em viagens, sempre tento me adaptar observando as regras de comportamento da cultura local. Mas se tem uma coisa que pode irritar não só a mim, mas a brasileiros — e nativos de outros países considerados “bagunçados” — em geral é essa extrema organização dos países desenvolvidos. A gente adora enaltecer as qualidades dos países onde tudo funciona; onde as pessoas são educadas, os serviços eficientes. Mas essas características influenciam — ou são consequências, sei lá — de um povo sempre certinho demais. E isso irrita. (Eles também se irritam com nossa falta de pontualidade, nossa falta de comprometimento, com nossa tranquilidade e ineficiência; normal… e viva as diferenças culturais :- )

Me lembro uma vez, logo que a Vosges Haut Chocolat abriu no SoHo nova-iorquino e era a sensação do momento. Fui com meu namorado, pedi quase todos os sabores das trufas para provar, e como queríamos dividir cada uma delas para que ambos provássemos, fui Ver Mais →

VEJA MAIS

Simonde está em viagem: Dubai, Japão e Seychelles

E começamos mais uma viagem. Se no Oriente Médio, a regra é pechinchar, pedir desconto no Japão é uma ofensa. Se na jovem Dubai, a religião é o islamismo, monoteísta (ainda que mais tolerante por ser uma cidade internacional), no Japão milenar, duas religiões se fundem no dia a dia da população: o xintoísmo e o budismo, voltadas para a natureza e o ser humano. São dois destinos asiáticos com identidades completamente diferentes. E ainda terminamos nossa viagem no que é considerado o paraíso na Terra: as ilhas de Seychelles, no meio do Oceano Índico. E você vem comigo a partir de hoje nesta viagem com uma programação linda, seja pelo Instagram @iwashitashoichi (em fotos e vídeos nos Stories ) ou pelo Snapchat iwashitashoichi. Vem?
arte-divulgacao-snap-instagram-dubai-nihon-seychelles

VEJA MAIS

Quanto tempo dura uma garrafa aberta de vinho tinto, branco, espumante? Pode ser mais do que você pensa

Além 1. das mudanças de temperatura, 2. da vibração, 3. da luz e 4. da baixa umidade no local de armazenamento, 5. o oxigênio é o grande inimigo do vinho, esse alimento vivo tão sensível (por isso, a baixa umidade é danosa: a rolha de cortiça resseca, o ar entra na garrafa e o vinho oxida, ou seja, estraga; e pensando nos fatores acima, dá para imaginar as condições daquelas garrafas de vinho nas prateleiras dos supermercados brasileiros, que chegaram lá depois de horas em caminhões em estradas esburacadas, expostas constantemente à luz e às mudanças de temperatura de quatro estações em uma semana…). O que fazer, então, com aquela garrafa de vinho que você abriu para tomar apenas uma ou duas taças, sozinho em casa? Nem sempre os vinhos que a gente quer e gosta são vendidos em meia garrafa (375 ml) e o preço tampouco compensa (geralmente, as meias Ver Mais →

VEJA MAIS

Caviar é uma ova

caviar-e-uma-ova-1080

VEJA MAIS

SIGA A SIMONDE

Interaktiv
Wordpress SEO Plugin by SEOPressor