Hotel de Russie: Renascido na Piazza del Popolo em Roma, a melhor suíte deste palazzo histórico não é a mais cara

Via del Babuino 9

a 50 metros da Piazza del Popolo

Campo Marzio

A 320 metros do metrô Flaminio

(Linha Vermelha)

39 (0) 6 / 32-8881

Preço aproximado para duas noites (três dias) de hospedagem para duas pessoas e café da manhã: a partir de R$ 10.820, considerando duas diárias a € 1.010 cada + € 7 por dia de taxa de turismo da cidade + 6,38% do IOF do cartão de crédito (€ 130) x R$ 5 (taxa aproximada de câmbio turismo de abril de 2018).

Aceita todos os cartões de crédito.

{ FAÇA A SUA RESERVA PARA ESTE HOTEL, CLICANDO AQUI }

88 quartos + 33 suítes

Hora do check-in: 15h

Hora do check-out: 12h

Wi-fi gratuito e wi-fi pago em alta velocidade quanto custa

Restaurantes do hotel: Jardin de Russie, com comida italiana e várias opções vegetarianas

Bares do hotel: Stravinskij, com lounge interno e mesas al fresco

Café da manhã servido das 6h às 11h30

Serviço de quarto 24 horas

Academia pequena mas completa

Saunas seca e a vapor, mistas

Spa

Gay-friendly

Crianças bem-vindas

Pets bem vindos

Aquecedores de toalhas

Banheiras em todos os quartos

Desde 2000

Site, clique aqui

Instagram, clique aqui

Não estranhe o nome da Rússia, em francês, deste hotel em Roma localizado entre duas das mais lindas e icônicas praças da Cidade Eterna: a Piazza del Popolo e a di Spagna (porque o Hotel de Rome, também da rede Rocco Forte, fica em Berlim, olha só). Quando o Hotel de Russie abriu, no fim do século 19, com um nome ainda mais estranho para um hotel romano — Grand Hôtel de Russie et des Îles Britanniques —, ocupando um palazzo  construído em 1818 para a família Torlonia e projetado pelo mesmo arquiteto que redefiniu a Piazza del Popolo, ele era frequentado principalmente por membros da aristocracia e da intelligentsia  russa: pense na princesa Zinaida Yusupova, herdeira da maior fortuna do país (fora a da família imperial) e mãe do príncipe Felix, que matou Rasputin; em Sergei Diaghilev e seus Ballets Russes, junto com Picasso; e em Igor Stravinsky, parceiro de Diaghilev e um dos mais importantes e influentes compositores do século 20, que dá nome ao bar-lounge-com-área-al-fresco  do hotel, que adotou a grafia oficial e não-anglicizada Stravinskij. (Nessa época, a França era referência de sofisticação para a elite russa, que não só era fluente em francês, mas também era grande consumidora das maisons  de luxo que nasciam no Hexagon: Baccarat, Limoges, Saint-Louis, Fabergé, Christofle, Lalique etc.). Mas a lista de ilustres frequentadores não para por aí. Jean Cocteau, ao se hospedar no de Russie, teria registrado em carta para sua mãe: “Estou no paraíso… Consigo colher laranjas da janela do meu quarto”. O príncipe Jerôme Bonaparte (ou em italiano, Girolamo Napoleone #amo), sobrinho do imperador-lui-même, passou tantas longas temporadas no hotel que foi aqui que ele morreu (uma placa dedicatória pode ser vista na fachada do edifício).

UM HOTEL NA MELHOR LOCALIZAÇÃO DE ROMA COM 2800 METROS QUADRADOS DE JARDINS

Na Via del Babuino, a rua que liga a Piazza di Spagna à Piazza del Popolo (que assim como a Place de la Concorde em Paris, possui um obelisco egípcio ao centro, ainda mais alto, com 24 metros, e mais antigo, com 3400 anos), o Hotel de Russie possui a vantagem de estar no nível da rua, diferentemente do Hassler e do Eden — outros bons hotéis da região —, acessíveis a pé via escada ou ladeiras. Se hospedando aqui, é a pé que você vai explorar grande parte das atrações da cidade: da via dei Condotti, a rua que concentra grande parte das marcas de luxo que abriga o Caffè Grecco, fundado em 1760 (só o Florian de Veneza é mais antigo na Itália), ao museu onde está o Ara Pacis, à Fontana di Trevi, ao Pantheon, à gelateria Giolitti; tudo, no máximo, a 15 minutos “planos” do hotel. Sem falar que a “praça do povo”, a 45 metros de distância do Russie e de onde partem três ruas conhecidas como Il Tridente, intercaladas por duas igrejas-quase-gêmeas  (da qual a Via del Babuino faz parte, sendo a mais sofisticada das três), é dos mais belos projetos urbanísticos da Europa do século 16. A piazza  ainda serve de entrada para o histórico parque della Villa Borghese, frequentado tanto pelo Imperador Adriano no século 2 quanto por pintores de todos os tempos, onde você pode fazer sua corrida matinal e que é praticamente uma extensão do jardim do Hotel de Russie com impressionantes 2800 metros quadrados — completamente invisível de fora —, cheio de passeios, terraços e cantinhos, perfeito para a leitura ou uma boa conversa regada a uma taça de vinho (amo os jardins ao estilo romano do mesmo jeito que amo os jardins mais naturais à inglesa e o rigor dos jardins franceses dos séculos 17 e 18). E tem mais: na Piazza del Popolo você ainda pode tomar um café ou o aperitivo no Canova, o bar-restaurante que tinha como habitué  o cineasta Federico Fellini (que prepara excelentes tramezzini, os sanduichinhos típicos para acompanhar drinques), admirar duas obras-primas (menos conhecidas) de Caravaggio na basílica de Santa Maria del Popolo, e, passando a Porta del Popolo, ainda pegar o tram  que te deixa praticamente na porta do Maxxi, o incrível museu de arte contemporânea desenhado pela arquiteta iraquiana Zaha Hadid.

O RESSURGIMENTO DO RUSSIE NO ANO 2000, SUCO DETOX NO CAFÉ DA MANHÃ E A SUÍTE COM A MELHOR VISTA

O Hotel de Russie original funcionou do fim do século 19 até 1969, quando fechou e se transformou nos escritórios da TV estatal italiana RAI. Mas logo quando a Rocco Forte Hotels foi fundada (assumindo o também histórico Balmoral de Edinburgo, em 1997), a companhia comprou o palazzo  romano e, depois de uma reforma milionária, reinaugurou o Russie em 2000, da melhor forma possível. Na decoração idealizada pela irmã e sócia de Sir  Rocco Forte, a elegante Olga Polizzi, espere por ambientes cheios de vida — com aquelas combinações de cores, texturas e estampas que só os italianos conseguem fazer (sem falar nos ricos tecidos e os mosaicos dos banheiros que seguem a tradição greco-romana) — e estrutura completa com spa, academia pequena mas completa, saunas, jacuzzi  de água salgada, salão de cabeleireiro, bar animado, restaurante e ainda uma loja da 100% Capri (que eu amo); além  dos jardins mencionados acima. No café da manhã completo, eu amei a mesa que disponibiliza todas as folhas, frutas e legumes frescos — mais a centrífuga — para o suco verde (tudo bem que assim que você se aproximar um garçom irá se oferecer para fazê-lo), e a mesa, mais baixa, só com opções para crianças: o Kid’s Corner. Só não se esqueça de sempre acessar o restaurante pela manhã pelo jardim em vez de ir pelo interior do prédio. É muito mais charmoso e a melhor maneira de começar seu dia a Roma.

Dos 88 quartos e 33 suítes, a menor unidade para duas pessoas, o Classic Room, tem 30 metros quadrados (existe também a opção de quarto para uma pessoa, com 23 metros quadrados), e todas as categorias têm TVs enormes, banheiros de mármore (com banheira), os amenities  Forte Organics (incríveis, todos fabricados com ingredientes orgânicos na propriedade deles da Sicília) e água mineral fornecida diária e gratuitamente na mesa de cabeceira (a garrafa de 750 ml do frigobar custa 5 euros); mas apenas os quartos a partir da categoria Deluxe têm camas king size (a Classic e a Executive têm camas tamanho queen). Minha única restrição foi com a velocidade do wi-fi, disponibilizado nas versões paga e gratuita, que era tão lenta que me vi forçado a assinar o serviço para conseguir postar os stories no Instagram. Já no quesito suítes, o Russie talvez seja o único hotel que eu conheço cuja suíte mais cara — a Nijinsky, em homenagem ao bailarino e coreógrafo russo — não tem a vista mais linda, um privilégio da suíte Popolo. Veja nas fotos abaixo por quê.

PARCERIA ENTRE A ROCCO FORTE HOTELS E OS CRUZEIROS DE LUXO DA SILVERSEA OFERECEM VANTAGENS

A partir de abril de 2018, uma parceria entre os hotéis Rocco Forte e a Silversea fará com que os viajantes que utilizem seus serviços tenham acesso a benefícios exclusivos. Muitas das viagens pelo Mediterrâneo da companhia italiana de cruzeiros de luxo partem ou terminam no porto de Civitavecchia, a uma hora e meia de carro de Roma, onde está o Hotel de Russie. Outras saem de Londres, onde a Rocco Forte mantém o também histórico Brown’s. Hóspedes dos hotéis terão descontos nas tarifas dos cruzeiros, experiências VIP durante o desembarque, evento culinário privado para duas pessoas e ainda um convite para jantar na mesa do Comando. Já os passageiros Silversea em qualquer hotel Rocco Forte (mesmo que você vá para outra das 11 cidades onde a rede possui propriedades) terão upgrades  de quarto, traslados e amenidades exclusivas. {Para saber tudo sobre a Silversea, é só conferir a nossa matéria exclusiva, clicando aqui.}

RESERVAS:

{Faça a sua reserva para o Hotel de Russie, clicando aqui }

LEIA TAMBÉM:

— Cipriani: Dos hotéis míticos do mundo, o mais completo de Veneza (e um sonho de hotel)

— A gastronomia do Norte da Itália

— Armani Hotel Milano: Experiência milanesa autêntica

— Taormina: A cidade siciliana com paisagens improváveis onde a máfia nunca esteve presente

— O vinhedo de Leonardo da Vinci, um belíssimo passeio pela Milão renascentista

hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-20Um dos mais belos projetos urbanísticos do século 16, está é a Piazza del Popolo vista do terraço da suíte del Popolo. E foi Giuseppe Valadier, o arquiteto responsável pela atualização da praça, que desenhou o palazzo que ocupa hoje o Hotel de RussieImagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-16Da rua, com sua fachada simples, cor de areia e austera, é impossível imaginar o pátio, os terraços e os jardins do hotel. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-3Como boas-vindas no quarto, tudo o que você precisa (gin, vermute extra seco, gelo e azeitonas) para começar sua viagem em grande estilo: com a versão Stravinskij do dry martini. Imagem: Shoichi
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-19O salotto  que antecede o quarto nas suítes. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-26Amo as camas arrumadas de forma mais despojada, alla romana. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-7TVs enormes tanto na sala quanto no quarto. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-4Mosaicos lindos no banheiro do meu quarto, uma Executive Suite. Os banheiros dos quartos são todos em mármore também, mas tem trabalhos mais simples. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-5Apesar do ótimo tamanho do quarto, os banheiros não são muito grandes (incluindo a pia). Mas têm tudo o que gente precisa. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-6A vista para o pátio do meu terraço, a suíte de número 401. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-8O Jardin de Russie, o restaurante do hotel, vestido para jantar. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-9Depois de um amuse-bouche e a salada Le Jardin, um ravioli Cacio e Pepe. Comfort food na veia. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-10Saindo do restaurante — sempre passando pelo jardim e sua escadaria — e tendo esta vista. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-11Turndown service feito e enxoval de altíssima qualidade. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-12Che tempo fa domani. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-14O café da manhã é servido no Jardin de Russie e pode ser tomado no terraço. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-13Muito amor por essa bancada com centrífuga para o suco verde. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-15Ovos beneditinos com espinafre (em vez de salmão ou presunto), frutas frescas (incluindo figo-da-Índia) e jornal do dia. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-17Os cantinhos do jardim de 2800 metros quadrados dentro do Hotel de Russie. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-18Mais cantinhos do jardim. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-21O banheiro da Suite del Popolo é um espetáculo. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-22Uma jacuzzi com hidromassagem gigante, mais saunas, academia e salas de tratamento fazem parte do spa do hotel. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-23Academia compacta, mas completinha e com pesos livres. Imagem: Shoichi Iwashita
hotel-de-russie-roma-rome-rocco-forte-hotels-piazza-del-popolo-onde-ficar-dicas-italia-1200-25Chegando ao Hotel de Russie no anoitecer, na Via del Babuino, essa que é a Saint-Honoré de Roma. Imagem: Shoichi Iwashita

Arte-Banner-Instagram-Divulgacao-10

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com