The Shard, o edifício mais alto de Londres com uma belíssima vista 360º

32 London Bridge Street

no final da rua, que não tem saída para carros

Jardins

Metrô London Bridge

(Linhas Jubilee, cinza, e Northern, preta)

44 (0) 84 / 4499-7111

Apesar de não ser necessário, as reservas podem ser feitas com até três meses de antecedência (ou 24 horas antes da visita) pelo site , clicando aqui. A vantagem de se agendar é que você vai pagar 5 libras a menos por ingresso, mas não dá para alterar a data ou o horário uma vez comprado.

Preço aproximado por pessoa: £ 30

Aceita todos os cartões de crédito.

Horário de inverno (outubro a março)

Segunda a quarta:

Das 10h às 19h, com última entrada às 18h

Quinta a sábado:

Das 10h às 22h, com última entrada às 21h

Domingo:

Das 10h às 19h, com última entrada às 18h

Horário de verão (outubro a março)

Segunda a domingo:

Das 10h às 22h, com última entrada às 21h30

Desde 2012

Site, clique aqui

Fazer xixi num banheiro com parede de vidro, a 240 metros de altura, exposto para os céus e com toda Londres a seus pés é uma experiência que só uma visita ao observatório The View from the Shard pode proporcionar (com 310 metros de altura, o Shard é o arranha-céu mais alto de Londres e o quarto maior da Europa). Numa das regiões mais antigas da cidade (e pertinho do Borough Market, que a gente ama), em Southwark, o starchitect  italiano Renzo Piano (Whitney Museum, Morgan Library, Aeroporto Kansai, The New York Times) imaginou um caco de vidro — “shard” quer dizer caco — na forma de um edifício-pirâmide que abriga: escritórios (do 2 ao 28º andar), bares e restaurantes (do 31º ao 33º), o hotel Shangri-La (do 34º ao 52º, com uma piscina no 52º), apartamentos! (do 53º ao 65º, que custaram entre £ 30.000.000 e £ 50.000.000, ou R$ 300 milhões) e o observatório, que ocupa os últimos cinco andares do edifício, do 68º ao 72º andar. {E está pertinho do mercado mais antigo — e imperdível — de Londres, o Borough Market, aonde você pode ir comer e beber depois; clique aqui para saber tudo sobre a experiência.}

O MELHOR HORÁRIO PARA A VISITA

Como só abre às 10h da manhã e não dá para ver o dia raiar, o melhor horário de visitar o observatório é pegar o elevador — que sobe a seis metros por segundo — para contemplar o pôr do Sol ao ar livre no 72º, o último andar do The View from the Shard, sentado ou deitado no chão, já que não tem cadeiras ou bancos em nenhum dos andares {para checar os horários do pôr do Sol de cada dia em Londres, é só clicar aqui }. Também é preciso verificar os horários de funcionamento (muitos eventos fechados impedem a entrada dos visitantes) e é sempre bom checar a previsão do tempo antes de ir. Se o tempo estiver nublado (o que não é raro em Londres), a vista ficará comprometida (apesar de o fog  ter seu charme). Mas, se você tiver agendado pelo site (uma vez feito, não dá para reagendar) e não conseguir enxergar os principais pontos turísticos da cidade (a Catedral Saint Paul, a roda-gigante London Eye, o prédio One Canada Square em Canary Wharf ou a Tower Bridge), é só você falar com um atendente na bilheteria para ter o direito de voltar ao The View mais uma vez, de graça. É o que eles chamam de Weather Guarantee.

PRECISA AGENDAR COM ANTECEDÊNCIA?

Nas duas vezes que fui, nem reservei pela internet. Cheguei, comprei o ingresso e subi rapidinho, sem filas. Mas a vantagem de comprar o ingresso com antecedência mínima de 24 horas pelo site  é que ele custa £ 5 mais barato (só é importante saber que não dá para cancelar ou reagendar a data pelo sistema; e você tem 30 minutos de tolerância a partir do horário agendado, depois disso perde o ingresso). Assim, se você chegar e comprar um ingresso para adulto vai pagar £ 30,95 no balcão e £ 25,95 pela internet. E, uma vez lá em cima, não tem hora para descer; você pode passar o tempo que quiser :- ) {Para checar a tabela de preços completa, é só clicar aqui}

LE VIEW AVEC CHAMPAGNE

Uma das opções de ingresso inclui uma taça de champagne (um acréscimo de £ 8 no preço), mas, além de não ter banco ou cadeira para se sentar no The View (o chão é a única opção), a bebida é servida em taças de plástico. Por isso, a nossa dica é descer para o térreo, entrar no lobby do hotel Shangri-La (relembrando, o hotel fica também no Shard, alguns andares abaixo do The View), pegar o elevador e subir para o Gong, o elegante e confortável bar do hotel — também com vista — que fica no 52º andar do Shard, aberto do meio-dia à meia-noite, que tem um champagne bar  com várias opções do espumante em taça: Deutz, Louis Roederer, Bollinger, Dom Pérignon, Duval Leroy, entre brancos e rosés (só é preciso se preocupar com menores de idade, que não entram, e o dress code: chinelos, bermudas, regatas, moletons não são aceitos).

{Quer conhecer também uma forma elegante de visitar a Torre Eiffel? Clique aqui.}

the-view-the-shard-1200-7Obra do arquiteto italiano Renzo Piano, o Shard é o edifício mais alto de Londres. Imagem: Divulgação

SONY DSCDo térreo, olhando para cima, é como se o prédio não tivesse fim. Imagem: Shoichi Iwashita

SONY DSCOutro ângulo visto do térreo. Imagem: Shoichi Iwashita

SONY DSCNo 68º, o pé-direito é altíssimo e você está protegido do frio e do vento. Imagem: Shoichi Iwashita

SONY DSCJá no 72º andar, com o teto aberto, dá para se sentir no céu. Imagem: Shoichi Iwashita

SONY DSCMas o último andar aberto ao público, a 270 metros de altura, ainda não é o fim do edifício, que tem 310 metros de altura. Imagem: Shoichi Iwashita

SONY DSCMais uma foto do 72º andar.

GONG-cocktail-bar-Shangri-La-Hotel-At-The-Shard-London-1200O bar Gong, no hotel Shangri-La, no 52º andar do Shard. Imagem: Divulgação

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com