Açaí: O superalimento que só é saudável de verdade se comido em casa; conheça as marcas orgânicas e onde comer

O açaí é fruto de uma palmeira nativa da Amazônia que atinge até 16 metros de altura, e o que se come, na verdade, é praticamente a casca da fruta; o resto é semente. Imagem: Reprodução internet

Apesar de deixar a boca, a língua e os dentes pretos (e ainda manchar a roupa lindamente), o açaí — puro — é um superalimento. Mas, infelizmente, de 9,9 entre 10 lugares, a gente só encontra a polpa da fruta com xarope de guaraná, que faz com que o que era para ser saudável se transforme em uma bomba de glicose — e calorias. E, por isso, é cada vez mais difícil comer açaí na rua. Porque se para comer em casa já é possível comprar açaí orgânico, extraído de forma sustentável, proveniente de comércio justo e sem açúcar, glucose de milho, corantes, estabilizantes, aromatizantes, emulsificantes, o mesmo não acontece com os muitos lugares que se vendem como “naturais” (tem lugar, como o Pé no Parque, que compra o açaí com xarope de guaraná e ainda coloca mais  xarope na hora de bater para servir o suco ou a tigela). O que a gente quer? Apenas o melhor do fruto dessa palmeira amazônica (não só na parte brasileira) consumida desde os tempos pré-colombianos: as propriedades que previnem contra o câncer e ajudam a reduzir o colesterol ruim melhorando a saúde do coração (antocianianas, polifenóis, ácido oleico, gorduras monoinsaturadas e altas concentrações de β-sitosterol); que dão aquela  força para o nosso sistema imunológico (antioxidantes e altos níveis de vitaminas A, B, E e K); que combatem o envelhecimento (flavonóides e, de novo, as antocianinas); e ainda as fibras, o cálcio, o magnésio, o potássio... (Sem falar que não tem glúten, é kosher, é vegano.)

SAMBAZON: ORGÂNICO, PURO E O MAIS ACESSÍVEL

acai-organico-vegano-onde-comer-saudavel-sem-xarope-de-guarana-1200-1Esse é o açaí que eu mais tenho facilidade de encontrar nos supermercados comuns. Eles têm a versão com guaraná (sem banana) e pura, só com polpa de açaí, lecitina de soja orgânica e ácido cítrico, nada mais (sem corantes, aromatizantes, estabilizantes, emulsificantes). Cada embalagem vem com quatro sachês de 100 gramas e, por serem mais fininhos que os da Native Berries, são mais fáceis de quebrar para bater no liquidificador. São 70 calorias por 100 gramas na versão pura e 100 calorias por 100 gramas na versão com guaraná. A validade é de dois anos e o preço é ótimo também (geralmente bem mais barato que o da Native Berries): os quatro sachês, tanto o puro quanto o com guaraná, saem de R$ 12 a R$ 17, e o pote com 900 ml de açaí com guaraná custa R$ 18 no supermercado (mas esse eu nunca encontro e também é bem mais calórico, 142 calorias por 100 gramas, porque tem mais ingredientes: goma guar, goma xantana, pectina e carbomixetilcelulose). Sem falar que a Sambazon faz um trabalho incrível na Amazônia: eles construíram uma escola e ainda secam e doam as centenas de toneladas de semente de açaí para os fornos das fábricas que produzem tijolos, para que eles não precisam desmatar a floresta para obter a madeira que serve como combustível (o açaí, na verdade, é praticamente a casca da fruta, o resto é a semente).

NATIVE BERRIES: MELHOR PARA SER COMIDO COMO PICOLÉ

acai-organico-vegano-onde-comer-saudavel-sem-xarope-de-guarana-1200-2Também é vendido em embalagem com quatro sachês individuais com 100 gramas de açaí cada. Eles têm o açaí puríssimo, que só leva polpa de açaí orgânica pasteurizada e ácido cítrico (72 calorias por sachê de 100 g); a versão açaí banana, que leva, além do açaí, açúcar orgânico, polpa de banana orgânica, goma guar e ácido cítrico (104 calorias por 100 gramas); e a versão açaí guaraná, também com açúcar orgânico, goma guar, extrato de guaraná orgânico e ácido cítrico (105 calorias por 100 gramas). Como o açaí da Native Berries vem em um formato mais grosso, em formato paleta-mexicana-sem-palito, ele é melhor para ser comido puro e não batido, a não ser que você tire alguns minutos antes do congelador para amolecer um pouco. Chega a sair fumaça do liquidificador para bater ele, de tão duro que fica. Ele também é bem mais caro: a embalagem com 400 gramas geralmente sai por R$ 25 (mas recentemente eu encontrei na Casa Santa Luzia por R$ 14,50; ou seja, comprei um monte para estocar).

JUÇAÍ: UM POUCO DOCE DEMAIS, MAIS CALÓRICA, MAS BOM PARA VARIAR

acai-organico-vegano-onde-comer-saudavel-sem-xarope-de-guarana-1200-3O açaizeiro da Amazônia tem uma irmã na Mata Atlântica: a palmeira-juçara (ambas pertencem à família arecaceaes). E é com a fruta dessa palmeira que é feito o Juçaí, uma versão adoçada de açaí (171 calorias por 100 gramas; eles não produzem uma versão pura e sem açúcar) com 99,6% de ingredientes orgânicos, e sempre com guaraná e em combinação com uma fruta típica da Mata Atlântica (banana, goiaba, maracujá ou cambuci). Os potes de açaí com banana — vendidas em lindas em embalagens de 200 ml e 1,02 litro (mas tem também versões com 5 e 10 litros) —, por exemplo, levam polpa de açaí juçara, polpa de banana prata, polpa de inhame, açúcar demerara, preparado de guaraná (água, açúcar demerara, extrato de guaraná, antioxidante ácido ascórbico e aroma natural de guaraná), espessantes goma guar e goma xantana, e acidulante ácido cítrico. Eu acho um pouco doce demais, mas às vezes é bom para variar. É bem mais calórico também: 100 gramas de Juçaí tem 172 calorias. As versões com goiaba, maracujá e cambuci são vendidas apenas em potinhos de 200 ml e 1 litro.

COMO PREPARAR EM CASA AÇAÍ SAUDÁVEL: A NOSSA RECEITA

No entanto, nós, sudestinos, não estamos acostumados com o sabor do açaí puro. Daí que Sambazon e a Native Berries — ambas orgânicas — fabricam tanto a versão pura quanto uma versão ou com polpa de banana ou com guaraná (extrato de guaraná com açúcar orgânico), o que o deixa um pouco mais doce e menos difícil de comer. Como cada embalagem vem com quatro sachês de 100 gramas, o que eu faço para diminuir ainda mais a dose de açúcar é sempre comprar as duas opções e bater uma pura mais uma “adoçada” (o que dá 200 gramas), e acrescentar banana fatiada e congelada (a textura da banana congelada batida do liquidificador é incrível), pasta de amendoim sem açúcar e hemp protein, a proteína do cânhamo, planta da mesma família da maconha (mas com níveis de THC muito baixos), que também é um superalimento vegetal com 20 aminoácidos (nove deles essenciais).

Aí, basta tirar os sachês do congelador, passar em água corrente por uns segundos (para o plástico se desgrudar da polpa), abrir a embalagem com uma tesoura e despejar o conteúdo no liquidificador (como pode ficar um pouco duro demais dependendo da temperatura do freezer, eu sempre quebro o açaí em algumas partes, com a mão mesmo ou batendo com um pilão; quanto mais despedaçado estiver, mais fácil será o preparo da sua tigela). Ou então, bata os ingredientes primeiro e depois acrescente o açaí. (A única questão desse formato de embalagem é a quantidade de lixo plástico; apesar de eles também possuírem versões em potes, quase nunca se acha nos supermercados.)

E ONDE COMER AÇAÍ FORA DE CASA?

emporio-frutaria-oscar-freire-jardins-helio-pellegrino-vila-nova-conceicao-sao-paulo-vegetariano-detox-funcional-1200-9Por conta dos complementos saudáveis — de hemp protein  a spirulina — e das versões zero açúcar (adoçado com sucralose) e raw (o açaí puro), o único lugar onde eu como açaí fora de casa é nas caríssimas casas Frutaria; tanto Frutaria São Paulo como Empório Frutaria (caro porque no Empório Frutaria, o meu açaí zero açúcar pequeno com banana, pasta de amendoim e hemp protein  custa R$ 58 com o serviço; de qualquer forma, um açaí pequeno com um complemento não sai por menos de R$ 30). Mas não se deixe enganar: o açaí produzido por eles mesmos — que você também pode comprar para levar para casa —, tem tudo aquilo que a gente evita: corante (pra que corante no açaí?), estabilizantes, espessantes, emulsificantes e ainda  aroma artificial de guaraná (?!). Para comer de vez em quando, com os amigos, em uma tarde de verão depois do parque. A versão zero açúcar tem 78 calorias em 100 gramas.

LEIA TAMBÉM:

— Três restaurantes biô  em Paris — aqui, sinônimo de saudável, orgânico e sexy — para frequentar

— Restaurantes vegetarianos e vegetarian-friendly em São Paulo

 S Simplesmente: Tudo sem glúten, tudo sem carne, mas cheio de sabor e charme

— O guia definitivo dos melhores sorvetes — gelato e ice cream — de São Paulo

Arte-Banner-Instagram-Divulgacao-10

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com