American Airlines: Saiba como é voar na Premium Economy do Boeing 787-9 que faz a rota São Paulo – Los Angeles

Voar Premium Economy nunca vai ser a melhor maneira de se chegar ao destino plenamente descansado depois de 12 horas de voo por conta da pouca reclinação do assento — que está bem  mais próxima da classe econômica que da executiva. Mas é uma forma de se economizar milhares de dólares viajando com um pouco mais conforto e espaço (saiba mais sobre os preços abaixo). E a American Airlines, a primeira das companhias aéreas norte-americanas a lançar essa classe que fica entre a executiva e a econômica, chegou para competir de igual para igual com outras empresas do mundo; ainda mais no último modelo de avião que passou a integrar a frota da companhia, que tem feito seis vezes por semana a rota São Paulo GRU – Los Angeles LAX: o Boeing 787-9 Dreamliner. Preciso dizer que foi minha melhor experiência em Premium Economy até hoje {confira aqui as nossas críticas sobre a mesma classe na Air France e na Alitalia}.

BOEING 787-9 DREAMLINER CONECTANDO SÃO PAULO E LOS ANGELES SEIS VEZES POR SEMANA (COM EXCEÇÃO DAS QUARTAS-FEIRAS)

A começar pela aeronave que, por si só, já é bem mais confortável. O Boeing 787-9 Dreamliner é 60% mais silencioso; tem mais umidade (ou seja, olhos, nariz, boca e pele menos ressecados); pressão de cabine equivalente a 6000 pés, o que reduz a fadiga do corpo (nos outros aviões são 8000); e ainda tem mais espaço nos compartimentos de bagagem, janelas maiores, e gasta 20% menos combustível que outros aviões. Os 787-9 da American ainda contam com wi-fi  a bordo (pago à parte a um custo de US$ 12 a US$ 19).

E, apesar de a reclinação não ser tão diferente dos assentos da econômica, a poltrona Premium Economy da American Airlines — a configuração é 2 – 3 – 2 — oferece bastante espaço para os lados (com 48,3 centímetros de largura contra 41,1 na econômica) e para as pernas (96,5 centímetros de distância entre fileiras; quase 20 centímetros a mais que na econômica), com apoio para os pés. Além disso, ela é toda em couro, possui suporte firme para a cabeça, dois bolsões e porta-trecos no braço do assento (para as revistas ou o iPad), tomada universal e entradas USB, e a tela touchscreen  de alta definição de 8,9 polegadas (o mesmo tamanho da classe econômica) conta com um ótimo sistema de entretenimento e controle remoto com fio, por conta da maior distância entre as fileiras (também por isso, as mesinhas saem do braço da poltrona). Gosto também da sensação de privacidade, já que são apenas três fileiras nesta seção da aeronave. É só uma pena que, assim como acontece com outras companhias, os braços das poltronas Premim Economy não levantem e não dê para aproveitar a poltrona do lado quando ela vem vazia.

No quesito serviço, a American também agradou. As refeições — que estavam acima da média (e eu amei o escondidinho de vegetais do jantar e as frutas frescas servidas no café da manhã) — são servidas em pratos de porcelana com talheres de metal (só os copos são de plástico ou papel), são disponibilizados fones com cancelamento de ruído e amenity-kit, com o básico para dormir.

american-airlines-premium-economy-boeing-787-9-dreamliner-review-1200-1Na primeira fileira da Premium Economy do Boeing 787-9 da American Airlines, o suporte para os pés é mais completo; nas outras duas fileiras é menor, em estilo “pedal”. É preciso se atentar também que na primeira fileira não se pode deixar bolsas no chão durante a decolagem e a aterrissagem, a monitor sai do braço da poltrona e ela está também mais próxima dos lavatórios. Por isso, eu prefiro a segunda fileira: é mais tranquila e dá para acomodar a bolsa embaixo da poltrona da frente.

O QUE ESTÁ INCLUSO NA PASSAGEM PREMIUM ECONOMY DA AMERICAN?

Passageiros voando Premium Economy não tem acesso às salas VIPs da American Airlines, a Admiral’s Club {conheça a sala de GRU, clicando aqui}, a não ser que tenham status  Safira ou Esmeralda no programa de fidelidade OneWorld, ou Executive Platinum ou Platinum no programa da American, o AAdvantage (você pode pagar US$ 50 pelo day-pass  na própria recepção da sala no Terminal 3). Mas você pode fazer o check-in  nos balcões dedicados à classe executiva, tem direito a despachar duas malas de 23 kg e a embarcar antes da classe econômica, e ainda prioridade no recebimento das malas no aeroporto de destino.

QUANTO VALE A PENA PAGAR PELA PREMIUM ECONOMY, AS DIFERENÇAS DE PREÇO

Com a flutuação — meio ilógica às vezes — dos preços das passagens aéreas, essa é uma questão sempre difícil de responder. O melhor jeito é sempre entrar no site  da American Airlines, inserir as informações da sua viagem (origem, destino e datas) e, na página de resultados, comparar os preços entre classe econômica, Premium Economy e executiva. Diante da qualidade da Premium Economy da American no 787-9, acho razoável pagar 30% a mais sobre o valor da tarifa na econômica (às vezes a diferença é de menos de 5%), desde que o preço da passagem seja um terço do valor da tarifa da classe executiva (tem vezes que a diferença entre a Premium Economy e a executiva não é tão grande, aí é preciso considerar o seu orçamento e o quão intensa é a sua viagem em termos de compromissos antes e após o voo para não ficar muito cansado).

LEIA TAMBÉM:

— Admiral’s Club, a sala VIP da American Airlines no Terminal 3 em GRU

— As companhias aéreas emirati: A competição entre os primos

— Como era voar no Concorde

american-airlines-premium-economy-los-angeles-lax-gru-boeing-787-9-dreamliner-review-critica-preco-vale-a-pena-1200-1As poltronas da Premium Economy da American Airlines do Boeing 787-9 Dreamliner na primeira fileira. Imagem: Shoichi Iwashita
american-airlines-premium-economy-los-angeles-lax-gru-boeing-787-9-dreamliner-review-critica-preco-vale-a-pena-1200-2O monitor é do mesmo tamanho das poltronas da econômica, tem 8,9 polegadas e contam com ampla seleção de filmes, programas de TV, músicas e jogos. Imagem: Shoichi Iwashita
american-airlines-premium-economy-los-angeles-lax-gru-boeing-787-9-dreamliner-review-critica-preco-vale-a-pena-1200-3Amplo espaço para as pernas (e eu tenho 1,73 cm de altura). Imagem: Shoichi Iwashita
american-airlines-premium-economy-los-angeles-lax-gru-boeing-787-9-dreamliner-review-critica-preco-vale-a-pena-1200-4Por conta da maior distâncias entre as fileiras, a mesinha sai do braço da poltrona. Imagem: Shoichi Iwashita
american-airlines-premium-economy-los-angeles-lax-gru-boeing-787-9-dreamliner-review-critica-preco-vale-a-pena-1200-5Jantar bem apresentado em recipientes de porcelana, servida com guardanapo de pano e talheres de metal, e sabor acima da média. Amei esse escondidinho de vegetais com molho de tomate e o bolo de chocolate com cupuaçu. Imagem: Shoichi Iwashita
american-airlines-premium-economy-los-angeles-lax-gru-boeing-787-9-dreamliner-review-critica-preco-vale-a-pena-1200-7A parte da programação que eu mais gosto de assistir enquanto eu trabalho. Chegando a Los Angeles LAX. Imagem: Shoichi Iwashita
american-airlines-premium-economy-los-angeles-lax-gru-boeing-787-9-dreamliner-review-critica-preco-vale-a-pena-1200-6Café da manhã com frutas frescas e iogurte grego. Uma delícia. Imagem: Shoichi Iwashita

Arte-Banner-Instagram-Divulgacao-10

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com