Four Seasons Milano: Um óasis monástico na melhor localização (a Savile Row milanesa)

Via Gesù 6-8

quase esquina com a Via Montenapoleone

Quadrilatero d'Oro | Brera

Metrô Montenapoleone

(Linha Amarela)

39 (0) 2 / 77088

Evite viajar para Milão durante as semanas de moda (fim de fevereiro e fim de setembro) e o Salone del Mobile (em abril); o hotel fica completamente lotado com meses de antecedência.

118 quartos e suítes

Hora do check-in: 15h

Hora do check-out: 12h

Wi-fi gratuito e wi-fi turbo pago, a € 25 por dia

Restaurantes do hotel: no bar-lounge Il Foyer, que ocupa a antiga igreja do convento, você tem drinques e comidinhas o dia todo; na Veranda, o restaurante do hotel, você tem café da manhã, almoço e jantar, todos deliciosos.

Serviço de quarto 24 horas

Academia 24 horas

Sauna seca mista e vapor separada no spa

Crianças bem-vindas

Pets bem vindos

Aquecedores de toalhas

Chão aquecido no banheiro

Banheira em todos os quartos

Preço aproximado para três dias e duas noites de hospedagem para duas pessoas: € 3000 (€ 1000 a diária com café da manhã)

Aceita todos os cartões de crédito.

Desde 1993

Site, clique aqui

Instagram, clique aqui

A localização no Quadrilatero d’Oro de Milão em uma ruazinha estreita e intimista (mas no meio de todas as marcas mais luxuosas da Itália e do mundo) e os amplos, lindos, escondidos e bem cuidados jardins que ocupam o pátio interno do que foi por quase trezentos anos um convento (o Santa Elisabetta funcionou aqui até 1782), fazem do Four Seasons Milano um dos mais especiais endereços para você chamar de seu na cidade (outro hotel com jardim de que a gente gosta é o Bulgari, em Brera). Aberto em 1993, depois de seis anos não só de construção e reforma mas também restauração de muitos elementos que foram sendo descobertos durante as obras — como os afrescos, os pilares e as abóbadas originais que estavam escondidos por trás de paredes de tijolos de outra reforma, só que do século 18, o que fez com que o projeto tivesse de ser inteiramente revisto —, o Four Seasons combina respeito à história, serviço cortês, elegância simples nos ambientes (com exceção dos luxuosos banheiros, seria a herança monástica?) e integração com as novas tecnologias (tudo bem, faltam tomadas próximas à cama para os gadgets, mas eu amo o fato de haver wi-fi  gratuito em todo o hotel mas poder pagar por um wi-fi  turbo e super-rápido, que é gratuito para os hóspedes das suítes). E tem também o aplicativo do Four Seasons: com ele, você consegue administrar sua reserva, solicitar o check-in  e o check-out on the go, ver sua conta e acessar o concierge  do seu telefone. Testado e aprovado.

Os desafios também se impuseram na construção do belíssimo spa + academia 24 horas, com 800 metros quadrados (160 metros quadrados para a academia), desenhado pela arquiteta espanhola baseada em Milão, Patricia Urquiola (não deixe de ver as fotos no fim da matéria). Ocupando o que era a antiga adega no subsolo do hotel, a obra demorou oito anos  para ficar pronta. Mas valeu a espera: tem uma elegante sala de espera, vestiários masculino e feminino com duchas e sauna a vapor em cada um deles (não sou fã de saunas mistas), e uma piscina, de 14 metros de comprimento por 1,4 m de profundidade, que consegue oferecer uma sensação quase completa de isolamento: por causa dos largos pilares, você não enxerga da piscina as pessoas que estejam relaxando nas chaises  e vice-versa.

Em frente ao elegante Il Salumaio, a alguns passos da Via Montenapolone — onde você vai shop-till-you-drop —, a uma quadra da Pasticceria Cova e Marchesi {clique aqui para ler nossa crítica completa}, e a 250 metros da estação de metrô Montenapoleone, perto do Scala, da Duomo, de Brera — ou seja, dá para fazer tudo a pé — o Four Seasons Milano tem um atrativo especial para os homens, já que ele está situado na Via Gesù, a rua que se tornou nos últimos anos a Savile Row milanese, com várias marcas italianas masculinas, tradicionais e contemporâneas. Tem Brioni, Luca Rubinacci, Caruso, Stefano Ricci, Kiton, De Luca Sartoria…

Todos os quartos são espaçosos, com walk-in closet, e tem os banheiros: inteiros de mármore, do chão ao teto, bem old school, com amenities  Acqua di Parma, são os meus preferidos da cidade, talvez do mundo. Por isso, o que não falta aqui são opções elegantes para relaxar depois de um dia de exposições, comidinhas e ópera: tem a banheira no banheiro cinematográfico, tem a piscina aquecida do spa contemporâneo, tem o jardim à la  Renascença. E não deixe de aproveitar o café da manhã no La Veranda, em frente ao giardino. Não há melhor forma de se começar o dia, principalmente se o dia estiver lindo.

LEIA TAMBÉM:

— Milão: As três igrejas imperdíveis além do Duomo

— Fondazione Prada: Quando uma ex-comunista cria uma das mais belas instituições de arte privadas do mundo

Four-Seasons-Milano-1-1000-entradadiscretaA discretíssima entrada do Four Seasons Milano na Via Gesù, uma travessa da Montenapoleone que se tornou destino de homens elegantes. São duas entradas: uma para pedestres que dá acesso ao lobby e outra para carros cuja porta sai perto dos elevadores. Imagem: Divulgação. SONY DSCPanorâmica do lobby, onde fica o bar Il Foyer, que ocupa a área onde era a igreja do convento (por isso, os muitos afrescos), que você acessa assim que cruzar a porta de entrada e descer a escadinha à esquerda. Imagem: Shoichi Iwashita SONY DSCDetalhe dos móveis do lobby do Four Seasons. Imagem: Shoichi IwashitaFour-Seasons-Milano-6-1200Várias partes dos afrescos originais foram encontrados durante a transformação do edifício em hotel.Imagem: Divulgação Four-Seasons-Milano-5-1200O excelente restaurante La Veranda comandado pelo mesmo chef que assina os restaurantes do Four Seasons de Florença, Vito Mollica. É aqui onde você toma o café da manhã (tem opção de café da manhã japonês). Imagem: Divulgação Four-Seasons-Milano-7-1100O jardim interno que fica em frente ao Veranda, em dia de evento. Imagem: Divulgação SONY DSCA mesa de pães do café da manhã. Imagem: Shoichi Iwashita SONY DSCFrutas frescas, cereais, iogurtes, tudo o que você quiser, eles têm no buffet ou trazem para você. Imagem: Shoichi Iwashita SONY DSCO meu prato do café da manhã, de frente para o jardim, começando comme il faut um dia lindo em Milão. Imagem: Shoichi Iwashita Four-Seasons-Milano-22-1200Nos quartos espaçosos, os melhores materiais e muito conforto. Se tiver vista para o jardim interno, perfeito. Imagem: Divulgação SONY DSCO meu quarto, uma Executive Suite, já preparada para o sono. Imagem: Shoichi Iwashita SONY DSCA sala do quarto, onde fica também a mesa de trabalho. Imagem: Shoichi Iwashita SONY DSCTodos os quartos e suítes têm walk-in closet. Imagem: Shoichi Iwashita SONY DSCUm dos banheiros de hotéis mais lindos e atemporais do mundo. Imagem: Shoichi Iwashita SONY DSCO chão é aquecido e tem aquecedor de toalhas. A ducha fica separada da banheira. Imagem: Shoichi Iwashita SONY DSCO banheiro é TODO em mármore e os amenities são Acqua di Parma. Imagem: Shoichi Iwashita Four-Seasons-Milano-8-1200Banheiros de outros quartos, parte I. Imagem: Divulgação Four-Seasons-Milano-9-1200Banheiros de outros quartos, parte II. Imagem: Divulgação Four-Seasons-Milano-2-1200-spa-1Incrível design no spa, by Patricia Urquiola. Aqui, uma das salas de tratamento. Imagem: Divulgação Four-Seasons-Milano-3-1200-spa-2Essa é a entrada para os vestiários, que dá acesso à piscina. Imagem: Divulgação Four-Seasons-Milano-4-1200-spa-3A piscina de 14 metros de comprimento e 1,4 m de profundidade que ocupa a antiga adega do hotel e dá uma sensação de total privacidade. Imagem: Divulgação SONY DSCMassa com ouriço impecável do menu-degustação do Veranda. Imagem: Shoichi Iwashita

Arte-Banner-Instagram-Divulgacao-10

VEJA MAIS


shoichi.simonde@gmail.com